Com possibilidade de Calleri voltar, Colmán vira plano B do São Paulo

José Eduardo Martins

Do UOL, em São Paulo

  • Divulgação

    O paraguaio Colmán negocia com o São Paulo

    O paraguaio Colmán negocia com o São Paulo

Como Calleri acenou com a possibilidade de voltar ao São Paulo, a atuação do clube no mercado da bola mudou. O atacante paraguaio Cristian Colmán continua na mira da diretoria, porém não é visto mais como a prioridade.

O argentino, que defende o West Ham, avisou os brasileiros que pretende dar uma resposta até o dia 20 deste mês, depois de analisar um pouco melhor as possibilidade de permanecer na Europa. Enquanto isso, o São Paulo tenta negociar com o Nacional do Paraguai, mas sem fazer muito esforço.

O clube já deu a sua segunda cartada para trazer o paraguaio, ao subir a primeira parcela do negócio de 500 mil dólares (R$ 1,6 milhão) para 700 mil dólares (R$ 2,2 milhões). O restante seria acertado com dois pagamentos semestrais de 200 mil dólares (R$ 640 mil).

O São Paulo sabe que tem a concorrência do Grêmio para trazer Colmán. Porém, não pretende aumentar a sua oferta. Aprovado pelo técnico Rogério Ceni, o paraguaio, de 22 anos, assinaria vínculo de quatro temporadas. Vale destacar que um possível acerto com o argentino não impediria a chegada do paraguaio.

No caso de Calleri, o São Paulo já acertou até o salário com o jogador - R$ 400 mil mensais por um ano. A ideia dos empresários que cuidam do argentino, no entanto, é tentar mantê-lo na Europa. Por isso, eles devem esperar mais uns dias para tomar uma decisão.

Quer receber notícias do São Paulo de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos