Experiência, qualidade e parceria: por que o Grêmio quer Léo Moura

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Marlon Costa/Futura Press/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Léo Moura foi indicado por Renato Gaúcho e pode fechar com o Grêmio para 2017

    Léo Moura foi indicado por Renato Gaúcho e pode fechar com o Grêmio para 2017

O Grêmio iniciou conversas para contratar o lateral direito Léo Moura, que disputou o último Brasileiro pelo Santa Cruz. O jogador, de 38 anos, está livre no mercado após o fim do vínculo com o clube pernambucano. E os argumentos do Tricolor na investida vão desde a experiência em jogos complicados até a parceria com Renato Gaúcho e Valdir Espinosa. 
 
Partiu da comissão técnica gremista o desejo de contar com Moura. Em contato com a reportagem do UOL Esporte, a direção gremista admitiu ter iniciado conversas para chegada do jogador e tudo isso embasado em uma série de argumentos que vão além das quatro linhas. 
 

Parceria antiga com Renato e Espinosa

Renato Gaúcho é amigo pessoal de Léo Moura. Ambos têm residência no Rio de Janeiro e já foram vistos mais de uma vez em eventos ou mesmo na praia lado a lado. Por conhecer o comportamento do jogador, Portaluppi não pensou duas vezes ao indica-lo ao Grêmio. O mesmo vale para Valdir Espinosa, que levou o lateral para o Metropolitano-SC quando comandou o time de lá. Em Santa Catarina, porém, o encontro foi breve, pois o atual coordenador de futebol do Grêmio foi demitido e o atleta deixou o clube. 
 

Números positivos em 2016

Léo Moura é um jogador de idade avançada, mas isso não quer dizer que ele tenha participado de poucos jogos na última temporada. Com boa condição física e longe de lesões em série, foram 43 partidas e três gols marcados pelo Santa Cruz. Números que batem com atletas muito mais jovens do que ele. Segundo avaliação do Grêmio, quando esteve em campo ele conseguiu contribuir com o time que acabou rebaixado à Série B do Brasileirão, tanto no meio-campo quanto na lateral direita. 
 

Qualidade e experiência em jogos difíceis

Na avaliação gremista, Léo Moura pode contribuir com experiência em jogos complicados, principalmente na Libertadores. Renato Gaúcho considera que o torneio continental é ganho por equipes que consigam unir jovens de boa qualidade com atletas mais rodados, os chamados 'cascudos' que cheguem para 'comprar o barulho' dos mais jovens. Léo se enquadra neste perfil. Além disso, tem qualidade para estar entre os jogadores do tricolor gaúcho, sob ótica do comando do clube. 
 

Wallace Oliveira e Edílson

O Grêmio não quer utilizar Wallace Oliveira. Já liberou o jogador, inclusive, para procurar outro clube. Vinculado ao Chelsea e emprestado ao Tricolor, ele não pretende mudar de equipe até o fim do contrato, em julho, e deverá ficar 'encostado'. O único jogador que restaria na lateral direita é Edílson. Ele, porém, ficou fora de uma série de partidas no ano passado por conta de um incômodo no joelho. Até passou por uma cirurgia durante as férias, mas voltará em condições de jogo junto aos demais atletas. Só que qualquer problema com ele, obrigaria uma improvisação. Além de Edílson sofrer muitas suspensões durante o ano. Portanto, é necessário mais um atleta para a função. 
 

Baixo investimento para resolver problema

Léo Moura não é mais um jogador que pesa na folha de pagamento de grandes clubes. O estágio atual da carreira dele o colocaria tranquilamente dentro da linha da maioria dos salários do Grêmio. Além disso, a falta de um vínculo com outra equipe torna o negócio ainda mais fácil. Basta uma proposta ser aceita para que ele assine contrato, sem necessidade de negociar com empresários ou outras equipes. A facilidade também pesa em favor do jogador para que o acerto com o Tricolor seja rápido. 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos