Cargo público no AL faz Aloísio mudar rotina e surpreender até secretária

Vanderlei Lima

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução/Instagram

    Aloísio Chulapa é o novo secretário de esportes de Atalaia (AL)

    Aloísio Chulapa é o novo secretário de esportes de Atalaia (AL)

Após uma carreira de mais de 20 anos como jogador de futebol, Aloísio Chulapa terá um desafio bem diferente em 2017. Ele assumiu no início do ano a secretaria de Esportes de sua cidade natal, Atalaia, no estado do Alagoas, na gestão do prefeito Chico Vigário (PMDB), que iniciou seu quarto mandato à frente do município.

E apesar de estar ainda no início da nova função, o ex-centroavante de 41 anos disse ao UOL Esporte que sua rotina já mudou radicalmente.

"Você acredita que, quando eu acordei, a minha secretária lá de casa olhou pra mim e disse: 'Aloísio, está chovendo?'. Aí eu perguntei por que e ela disse: 'Olhe, o senhor é acostumado a acordar às 11h, meio-dia, e o senhor está acordando às 7h da manhã", riu ele.

"Aí eu expliquei tudinho pra ela, que estava indo para o estádio, porque nós vamos recuperar para no dia 1º de fevereiro, no aniversário da cidade, a gente pensar em algum jogo beneficente, com alimentos para ajudarmos as pessoas pobres", disse.

O último clube de Aloísio como jogador foi o Sete de Setembro, de Dourados (MS). Segundo ele, o convite para assumir a secretaria de Esportes da cidade de pouco mais de 40 mil habitantes foi um dos principais motivos para colocar um ponto final na carreira. Sua meta, agora, é usar o esporte para promover inclusão social em Atalaia.

"Não será só ajudar o profissional. Tem aqui o amador, que é onde o pessoal mais ama. Tirar essas crianças das ruas, adultos também, porque futebol o povo ama. Vou ter a primeira experiência, então vamos ver. Se Deus quiser, vai dar certo e vamos seguir em frente", projetou.

Se depender do secretário Aloísio, aliás, o estádio Luiz de Albuquerque Pontes (Luizão), em Atalaia, vai receber um grande evento em dezembro de 2017.

"Vou trazer o Rogério Ceni, Lugano, Amoroso, Josué, Mineiro, quase todo o time do Mundial de 2005 [pelo São Paulo] para eu dar a minha despedida na minha terra. Vai ser muito especial para mim, é um sonho que quero realizar aqui. Vou ver a data certinha para receber todos eles na minha terrinha, vai ser um orgulho", contou.

Apesar do otimismo para a nova função, porém, Aloísio não imagina que seu futuro esteja na política. E não deixará de beber sua cerveja - ou seu "danone", como ele gosta de dizer - nas horas de lazer.

"Algumas pessoas perguntaram se eu tinha interesse para ser vereador, prefeito, deputado, mas isso não. Eu quero que o povo entenda que eu entrei para ser só secretário de Esportes, que é uma coisa que eu amo. Quero ajudar as pessoas carentes, fazer um trabalho legal. Eu tenho a minha vida, tenho a minha família. Graças a Deus, a gente tem o pão, tem tudo pra viver, e eu tenho o meu 'danone' para tomar o resto da minha vida".

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos