Escolhidos em votação popular da Fifa foram derrotados. Saiba quem são

Do UOL, em São Paulo

Desvinculada da Bola de Ouro da revista France Football em 2016, a Fifa testou neste ano um novo modelo para escolher o melhor do mundo. Nesta edição, a entidade incluiu a votação popular, através de seu website oficial. No entanto, os preferidos do povo acabaram derrotados no resultado final. 

Pelo modelo deste ano, a Fifa conferiu peso igual às quatro modalidades de votação (25% para cada uma): votos de capitães de seleções, votos de treinadores de seleções, representantes da mídia dos países integrantes da entidade e, finalmente, votação popular.

Pegando o universo de votos exclusivamente na escolha popular, Lionel Messi foi o preferido, com o vencedor Cristiano Ronaldo apenas em segundo lugar e Antoine Grienzmann, em terceiro.

Se apenas os votos dos torcedores valessem, a brasileira Marta seria a escolhida como melhor do mundo de 2016. No entanto, a estrela da seleção nacional foi derrotada pela americana Carli Lloyd, no resultado final.

A discrepância entre eleitos entre o voto técnico e a escolha popular também apareceu entre treinadores. De acordo com os documentos da Fifa, Zinedine Zidane é o treinador preferido do povo. No entanto, no resultado final o francês do Real Madrid foi derrotado pelo italiano Claudio Ranieri, do Leicester City.

O único quesito em que o voto popular bateu com o resultado final foi na votação para melhor técnico ou técnica de uma equipe feminina. Neste caso, a vencedora foi a alemã Silvia Neid, ex-comandante da seleção nacional de seu país. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos