Grêmio cogita empréstimo de Lincoln para dar experiência e ritmo

Jeremias Wernek

Do UOL, em Porto Alegre

  • Lucas Uebel/Grêmio

    Meia pode ser cedido a outro clube para atuar regularmente e ganhar experiência

    Meia pode ser cedido a outro clube para atuar regularmente e ganhar experiência

O Grêmio não descarta emprestar Lincoln, 18 anos. Na lista de interesse do Santos, o meia pode ser liberado para atuar com regularidade em 2017 e conseguir algo que faltou desde a promoção ao elenco principal do Tricolor: bom desempenho de forma constante.

A ideia foi aplicada no caso de outro jovem, Felipe Tontini. O meia foi cedido ao Ceará justamente para jogar mais frequentemente e ganhar experiência. Antes do empréstimo ser sacramentado, Tontini renovou o contrato com o Grêmio. O vínculo que ia até final de 2018 passou para dezembro de 2020.

Lincoln vive situação semelhante. Com a diferença de que há anos é tratado como uma das maiores joias do clube gaúcho. Promovido aos 16 anos para o elenco principal, oscilou entre boas e más atuações. Perdeu espaço na hierarquia e acumulou meses sem atuar.

Com a chegada de Renato Gaúcho, ele foi liberado para atuar pelas categorias de base e o time de transição. A ideia era exatamente a mesma que pode leva-lo a ser emprestado. Jogar. Ter ritmo. Se desenvolver.

Em dezembro, o Santos conversou com o Grêmio sobre Lincoln. As tratativas não evoluíram, mas não são descartadas por completo.

Tanto é que o Grêmio espera Lincoln na reapresentação do elenco, na próxima quinta-feira (12). Mas admite que pode liberá-lo caso aconteça um fato novo em relação à situação.

Quer receber notícias do Inter de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos