Malaio que bateu Marlone em prêmio achava que perderia e só queria selfies

Do UOL, em São Paulo

  • REUTERS/Ruben Sprich

    Malaio Mohd Faiz Subri desbanca Marlone e vence o Prêmio Puskas 2017

    Malaio Mohd Faiz Subri desbanca Marlone e vence o Prêmio Puskas 2017

Foi emblemática a cena protagonizada nesta segunda-feira (09) pelo malaio Mohd Faiz Subri, 29, na cerimônia em que a Fifa distribuiu láureas relacionadas à temporada passada. Vencedor do prêmio Puskás, oferecido ao autor do gol mais bonito de 2016, o meia-atacante pediu um tempo antes de agradecer. No púlpito, começou a manusear o telefone celular e levou alguns instantes antes de começar a distribuir agradecimentos. "Estava muito nervoso. Sorte de ter encontrado", relatou o jogador na rede social Twitter.

Àquela altura, Faiz já havia colecionado o prêmio que tinha ido buscar em Zurique (Suíça), sede da Fifa. Pessimista, o malaio não esperava a vitória na eleição popular do gol mais bonito – os outros finalistas eram o brasileiro Marlone, do Corinthians, e a venezuelana Daniuska Rodríguez. Tudo que ele queria acumular selfies.

"Eu sempre idolatrei Cristiano Ronaldo. Então, se eu encontrá-lo e tiver a chance, vou pedir para tirar uma selfie, sim", disse Faiz antes da premiação, em entrevista ao jornal malaio "The Star".

Nas redes sociais do malaio, a selfie com Ronaldo ainda não apareceu. Entretanto, o jogador já publicou fotos com o goleiro Neuer e com Alex Ferguson, que fez história como treinador do Manchester United.

"Eu não tenho esperança de ganhar. Vi os outros gols da lista, e eu não vou ficar desapontado se perder", disse Faiz antes da cerimônia.

O malaio foi apenas o terceiro asiático indicado ao prêmio Puskás, que é distribuído desde 2009. Os japoneses Kumi Yokoyama (em 2010) e Hisato Sato (em 2014) já haviam figurado na lista, mas nenhum chegou sequer à condição de finalista.

O gol que fez de Faiz o primeiro vencedor foi marcado no dia 16 de fevereiro. O jogador do Penang FA acertou um chutaço em cobrança de falta contra o Pahang FA, em jogo válido pela Liga da Malásia.

Foi o grande momento da carreira de Faiz, um armador que atua em todas as posições do setor ofensivo. Segundo o "The Star", o jogador recebeu um prêmio de R$ 7.137 do governo malaio apenas por ter sido um dos finalistas.

A participação do governo é uma das demonstrações de como a campanha em favor do malaio teve mobilização. Outro exemplo é o comportamento dos vídeos no site Youtube: desde novembro, quando a Fifa fez um upload dos gols finalistas em seu canal oficial, o lance de Faiz teve 2,4 milhões de visualizações. Marlone, por exemplo, conseguiu 1,5 milhão. Daniuska, a outra finalista, rendeu 1,2 milhão.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos