Tite ajuda a eleger CR7 e D. Alves escolhe Messi como melhor do mundo

Do UOL, em São Paulo

Em sua primeira participação como eleitor do prêmio de melhor do mundo da Fifa, Tite, técnico do Brasil, fez o simples: escolheu Cristiano Ronaldo, com Neymar em segundo e Griezmann em terceiro. Daniel Alves, escolhido para votar na condição de capitão da seleção, escolheu Messi, Neymar e Suárez, nesta ordem.

O voto de Tite não foi exatamente uma novidade. O treinador que venceu seus seis primeiros no comando do Brasil decidiu premiar aqueles que, na visão dele, são os melhores do ano. Por isso, colocou Neymar e Griezmann à frente de Lionel Messi, que terminou em segundo na votação final. Já Daniel Alves, hoje na Juventus, privilegiou apenas seus ex-companheiros de Barcelona, ignorando qualquer nome do Real Madrid. 

O prêmio da Fifa é escolhido por jornalistas, técnicos e capitães de todas as seleções do planeta, além de uma votação aberta ao público que foi encerrada em novembro.

O colégio eleitoral é ligeiramente diferente do que vinha ocorrendo nos anos anteriores, quando a Fifa fez uma parceria com a revista France Football e uniu seu prêmio à tradicional Bola de Ouro, distribuída desde os anos 1950 pela publicação. Enquanto o "casamento" existiu, capitães, técnicos e um jornalista de cada país filiado à Fifa tinham direito a um voto cada.

Cristiano Ronaldo foi eleito com 34,54% dos votos, contra 26,42% de Messi e 7,53% de Griezmann. Com o quarto prêmio da carreira (ele já havia vencido em 2008, 2013 e 2014) o português passa o xará brasileiro Ronaldo e o próprio técnico Zidane, ambos laureados três vezes cada. Além disso, volta a ficar a uma conquista de Messi, líder geral no quesito. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos