Justiça da Espanha arquiva denúncia de fraude fiscal contra Xabi Alonso

Do UOL, em São Paulo

  • AFP PHOTO / CHRISTOF STACHE

A justiça de Madri, na Espanha, arquivou a denúncia do ministério público espanhol contra Xabi Alonso por fraude fiscal.  O arquivamento se deu porque a justiça "não viu delito e nem atuação do ex-jogador do Real Madrid e nem de seu assessor fical, Iván Zaldua".

Segundo o juiz espanhol Enrique de la Hoz, a empresa portuguesa que comprou os direitos de imagem de Xabi Alonso em 2009 foi quem "efetivamente levou vantagem na exploração dos direitos de imagem do atleta. E assim confirmam os anunciantes, os quais indicam que as negociações foram feitas através da agência The Best of you".

A Fazenda acusava Xabi Alonso de ter fraudado 606,8 mil euros em 2010; 170 mil em 2011 e 1,25 milhão em 2012. A denúncia do ministério publico espanhol partiu de análises da Fazenda a partir de 2009, pouco antes do jogador se transferir para o Real Madrid, quando Xabi Alonso vendeu seus direitos de imagem a uma empresa com sede na Ilha da Madeira, em Portugal, por 5 milhões de euros. Segundo a Fazenda espanhola, essa operação não passou de uma simulação: "A cessão não é real, porque em nenhum momento Alonso deixou de ter seus direitos de imagem". 

"Seguindo uma pura lógica empresarial. Não existe ocultação alguma por parte de Alonso. A agência tributária tem pleno conhecimento da relação de titulares de ingressos derivados dos direitos, pelo que não cabe apreciar conduta fraudatória", diz o comunicado do juiz publicado pelo jornal espanhol El Confidencial.

Quer receber notícias do seu time de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos