Por 'garra' e 'raça', organizada do Corinthians promete protesto em CT

Do UOL, em São Paulo

  • Danilo Lavieri / UOL

    Em comunicado, Gaviões da Fiel (foto de arquivo) cobra nova postura de elenco

    Em comunicado, Gaviões da Fiel (foto de arquivo) cobra nova postura de elenco

A Gaviões da Fiel, principal torcida organizada do Corinthians, anunciou a intenção de realizar um protesto na tarde desta terça-feira diante do centro de treinamentos da equipe. O objetivo, segundo comunicado divulgado pela facção, é cobrar "garra, raça, entrega total" em campo dos jogadores em 2017.

"Não aceitaremos corpo mole dos jogadores e falta de vontade como foi em 2016. Queremos garra, raça, entrega total em campo. Também não aceitaremos as mazelas que vem ocorrendo no clube, como a falta de transparência, omissão da diretoria e conivência do Conselho", diz a nota divulgada pela organização.

Em seu comunicado, a torcida faz duras críticas à gestão do clube – em especial, aos contratos referentes à Arena Corinthians.

"A Fiel não está à venda! Ela apoia, ela cobra. Não vivemos de títulos – eles são consequência, mas a raça dos jogadores em campo é obrigação. Vivemos para o Corinthians! Já são dez anos de mentiras. A herança do (ex-presidente do clube, Alberto) Dualib segue da mesma forma nas mãos daqueles que venderam mudanças: base de empresários, contratos lesivos, Omini, SPR e TV", diz a nota.

"Arena, não seriam R$ 350 milhões? Chega de mentiras. O Corinthians é do povo e o povo vai cobrar quem mente e nada mais", completou.

O clube ainda não se manifestou oficialmente sobre a decisão da organizada.

Confira o comunicado:

Quer receber notícias do Corinthians de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos