Segundo ganhador mais velho na Fifa, CR7 desafia longevidade de craques

Do UOL, em São Paulo

A um mês de completar 32 anos, Cristiano Ronaldo se tornou na última segunda-feira o segundo vencedor mais velho da história do prêmio da Fifa – apenas o italiano Fabio Cannavaro foi melhor do mundo com mais idade. No discurso da vitória, durante a festa na Suíça, o português afirmou que vem de sua melhor temporada, no auge da carreira. Assim, ao externar o desejo de atuar profissionalmente até por volta de 40, o goleador do Real Madrid abre o desafio de longevidade de supercraques. 

Cristiano Ronaldo completa 32 anos no próximo dia 5 de fevereiro. Com esta idade, supera outros vencedores "trintões" na história do prêmio da Fifa, como Zinedine Zidane (31 anos em 2003) e Lothar Mattheus (30 em 1991).

Somente Cannavaro ganhou a premiação com uma idade superior, 33 anos. O italiano é o único jogador de defesa vitorioso no prêmio desde sua criação, em 1991. Para um atacante que vive de gols e de decidir partidas, ser o melhor do planeta neste estágio da vida é uma façanha. Mas Cristiano Ronaldo diz acreditar que pode ir além.

Em novembro de 2016, ao vencer a eleição de melhor do ano da revista France Football, no prêmio conhecido como Bola de Ouro, Cristiano Ronaldo havia prometido jogar "por mais sete ou oito anos". Na última segunda-feira, o português fez uma nova projeção, desta vez falando sobre seu desempenho como atleta de alto nível.

"(Vou) continuar enquanto me sentir bem, forte. Trabalho para isso, tento fazer as coisas corretamente. Mas, obviamente, o tempo e a idade não perdoam. Meu objetivo é por quatro, cinco anos, manter o nível e conquistar mais títulos", afirmou o tetracampeão do prêmio da Fifa em entrevista ao "Sportv".

O Prêmio da FIFA explicado em uma conversa do WhatsApp

Na frente do Ronaldo brasileiro em prêmios e longevidade

Com o prêmio da última segunda-feira, Cristiano Ronaldo superou o brasileiro Ronaldo e o francês Zinedine Zidane: quatro troféus contra três. De quebra, o português se aproxima de Lionel Messi, maior vencedor da história da premiação, com cinco conquistas.

Além de superar o xará brasileiro, CR7 ainda aponta para um êxito de longevidade que o herói do penta não pôde desfrutar, por questões físicas. Com a mesma idade, 32 anos, Ronaldo Nazário acertava sua transferência para o Corinthians, chegando à última etapa de sua carreira. O português, por sua vez, projeta pelo menos mais quatro temporadas em alto nível. A julgar pelas declarações de segunda-feira em Zurique, ambição não faltará.

"Acho que vai ser difícil bater 2016, ainda que no futebol tudo é possível. No meu ver, depois de ganhar a Champions League, o Europeu, o Mundial de Clubes, a Bola de Ouro, o Melhor da Uefa e o (Fifa) The Best, é quase impossível, mas vou trabalhar com o intuito de ganhar pelo menos o mesmo ou mais", declarou o português.

REUTERS/Arnd Wiegmann
Ronaldo teve marca batida pelo xará português no prêmio da Fifa

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos