Inter se irrita e tira William do grupo independente de negociação

Marinho Saldanha

Do UOL, em Porto Alegre

  • Jeremias Wernek/UOL

    William não será integrado ao grupo do Inter, mesmo se ficar no clube

    William não será integrado ao grupo do Inter, mesmo se ficar no clube

A conduta de William irritou a direção do Inter. Afirmando publicamente querer se transferir para Europa, o jogador decepcionou o comando do clube, que tratou de o afastar, independente de qualquer negociação. 

William não será reintegrado, mesmo caso não se concretize a ida para o Wolfsburg, da Alemanha, seguirá trabalhando separado dos demais. Os europeus querem pagar 3 milhões de euros (R$ 10,1 milhões) para o Colorado por ele. Os gaúchos têm direito a 65%. 
 
A oferta, contudo, foi apresentada apenas ao jogador e seu agente. O Inter ainda não recebeu qualquer documento oficial. Mas já tem sua determinação definida. 
 
"A questão do William, ele tem contrato com o clube, e enquanto não resolvermos essa situação de renovação, que sempre foi nossa prioridade, ele enquanto isso treinará no Parque Gigante (CT do clube) e não fará a pré-temporada", disse o vice de futebol Roberto Melo. 
 
"Logo após a eleição em dezembro, quando fizemos a transição, tomamos conhecimento do contrato curto do jogador, foi a primeira situação que tentamos, foi chamar empresário e jogador para conversar. Eles já manifestaram interesse em não renovar o contrato, com uma proposta, que eles tinham e o Inter não. Voltamos a conversar em janeiro, apresentamos uma proposta oficial do clube, de extrema valorização do jogador, muito boa em termos financeiros e profissionais. O jogador novamente afirmou que tem um sonho de jogar na Europa. Eu gostaria que ele tivesse o mesmo sonho do Charles (volante que sobe da base), que quer trazer o Inter de volta para Série A. Mas não tem este sonho, e não posso mandar nos sonhos dos jogadores. Enquanto não resolver esta situação, ele treinará separado", completou Melo. 
 
William tem contrato com o Internacional até abril do ano que vem. O Colorado tentou renovar, mas não agradou o jogador, que rejeitou. Ele pretende a saída para Europa, mas as condições do negócio precisam ser aceitas pelo Inter, que visa valor maior. A multa rescisória do atleta bate nos 60 milhões de euros (R$ 202,5 milhões).
 
"Uma coisa que levamos muito em conta aqui, neste ano, é o desejo de atuar no Internacional. O William mostrou que não tem este desejo. Disse que quer jogar na Europa, não está no espírito que esperamos. Ficará treinando no Parque Gigante", completou o presidente Marcelo Medeiros. 
 
Com 21 anos, o campeão olímpico pela seleção brasileira não visa outra equipe do Brasil. A negociação para o futebol alemão ocorrerá agora pela possibilidade dele sair sob pré-contrato sem o Inter lucrar nada ao fim do vínculo. O acordo prévio pode ser assinado a partir de agosto deste ano.
 
O jogador não participou da abertura oficial da temporada de 2017, que ocorreu na manhã desta quarta-feira (11). A direção vermelha completa dizendo que negocia a saída dele do clube. 
 

Quer receber notícias do Internacional de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

 
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos