Cruzeiro ou Palmeiras? Quem levou a melhor na troca de jogadores

Enrico Bruno, José Edgar de Matos e Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte e em São Paulo

  • Edson Ruiz/Light Press/Cruzeiro

    Querido por Mano, Willian acabou envolvido na negociação e vai para o Palmeiras

    Querido por Mano, Willian acabou envolvido na negociação e vai para o Palmeiras

Chegou ao fim a novela envolvendo Robinho e Fabiano, e que recentemente ganhou Willian e Fabrício como personagens. Na noite da última quarta-feira, Cruzeiro e Palmeiras confirmaram o acerto que selou com transferência, retorno ou permanência desses quatro jogadores. Mas quem levou a melhor nas trocas?

Por 40% dos direitos econômicos, o time mineiro vendeu o lateral Fabiano, que praticamente "permanece" no Palmeiras, apesar de ter realizado três dias de pré-temporada na Toca da Raposa. Em contrapartida, outro lateral esquerdo, Fabrício, retorna ao Cruzeiro de empréstimo depois de dois dias na Academia de Futebol.

No setor ofensivo, nada muda para Robinho, que segue em BH. Já o atacante Willian está de mudança para São Paulo e também ficará emprestado até o final do ano.

Cesar Greco/Fotoarena

Autor do gol do título na vitória por 1 a 0 sobre a Chapecoense, em 27 de novembro, Fabiano cresceu na reta final do Campeonato Brasileiro e se tornou titular com Cuca - cinco dos sete jogos nos quais atuou na campanha ocorreram a partir da 31ª rodada. A evolução no final do ano resultou na conclusão de que o jogador poderia se tornar peça importante em 2017, mesmo com a saída de Cuca.

A chegada de Fabiano ganha ainda mais peso depois da frustrada negociação com Samuel Xavier; o Sport rejeitou a oferta pelo lateral. João Pedro, criado na base palmeirense, acabou emprestado para a Chapecoense, e Eduardo Baptista iniciou o ano com somente Jean como opção na lateral direita.

Agora, com Fabiano, o treinador adquire mais um nome para a montagem da equipe titular.

Willian, por outro lado, entra na disputa por até mesmo uma vaga de titular. O jogador pode atuar como um camisa '9' móvel, característica que agrada ao técnico palmeirense. Sem Gabriel Jesus, vendido ao City, não há um nome unânime dentro do clube. Tanto que o Palmeiras ainda estuda a contratação de um centroavante.

O nome de Lucas Pratto surge com mais força, mas os valores pedidos pelo Atlético-MG ainda são considerados altos. Até mesmo a incorporação do volante Arouca é estudada.

Já no Cruzeiro, a permanência de Robinho é, sem dúvidas, um grande motivo de comemoração para o torcedor. O meia foi um dos símbolos da recuperação celeste no ano passado e tornou-se titular absoluto na equipe de Mano.

Gualter Naves/Light Press/Cruzeiro
Robinho permanece na Toca da Raposa pelo menos até dezembro

Apesar do início complicado devido às lesões, quando voltou aos gramados, o jogador passou por uma ótima fase e só não encerrou o ano de forma perfeita porque não conquistou nenhum título, conforme ele mesmo comentou. Com a camisa celeste, Robinho teve média de 0,6 participações diretas nos gols por partida, números que superam até seu desempenho pelo Palmeiras.

No lado esquerdo, o retorno de Fabrício só aumenta a concorrência na lateral celeste. A pré-temporada já começou com Diogo Barbosa, Bryan e Edimar disputando uma só vaga na posição. Sem espaço e fora dos planos, Mena, que retornou do São Paulo, foi liberado para procurar outro clube. A chegada de Fabrício, porém, volta a deixar o setor saturado, o que deverá fazer com que a diretoria tome uma nova postura e repense o que fazer com tantos concorrentes.

Quer receber notícias do Cruzeiro e Palmeiras de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos