Maior campeão brasileiro, Dagoberto espera jogar fora do Brasil

Marcello De Vico e Vanderlei Lima

Do UOL, em Santos e São Paulo

  • Joka Madruga/Futura Press/Estadão Conteúdo

    Último clube de Dagoberto foi o Vitória. Foram 20 jogos em 2016

    Último clube de Dagoberto foi o Vitória. Foram 20 jogos em 2016

Maior campeão brasileiro em atividade com cinco conquistas, Dagoberto não está preocupado em igualar o Rei Pelé, dono do recorde com seis títulos nacionais. Tanto é que, atualmente sem clube e com 33 anos, ele não pensa em continuar jogando no Brasil. A ideia do atacante, que está em Curitiba aproveitando a família, é jogar fora do país, algo que ainda não fez.

Eduardo Knapp/Folhapress
Revelado pelo Atlético-PR, clube pelo qual conquistou o seu primeiro Campeonato Brasileiro, em 2001, Dagoberto acumulou poucos clubes na carreira. Em seguida, passou por São Paulo, onde levantou mais duas taças do Nacional, Internacional e na sequência Cruzeiro, clube no qual faturou mais dois Brasileiros. Depois, teve breves passagens por Vasco e Vitória, seu último time.

Dagoberto já não entra em campo há quase cinco meses. Sua última partida foi no dia 14 de agosto, no empate do Vitória por 2 a 2 contra o Santa Cruz pela 20ª rodada do Campeonato Brasileiro. Ele começou no banco e entrou já aos 40min do segundo tempo. E no que depender do atacante, foram os últimos minutos em solo brasileiro. Já existem, inclusive, negociações.

"Tem algumas coisas andando aí, mas nada de real. Eu estou com 33 anos e o que eu desejo é sair, eu quero sair. Outras vezes eu já tinha pensado, então o meu desejo maior seria sair, eu continuaria motivado e feliz. Eu joguei a vida inteira aqui no Brasil e acho que isso pesou um pouco, cansei. Tem muita gente boa aqui, mas infelizmente o que está prevalecendo são os maus", disse Dagoberto em entrevista exclusiva ao UOL Esporte.

Júnior Lago/UOL
Jogar nos Estados Unidos é um dos planos de Dagoberto, que ao mesmo tempo se mostra tranquilo caso nada oficial chega a suas mãos. "Agora não só EUA, mercado secundário também, mas eu não estou muito nesta expectativa. Eu entendo que os caras trabalham com estatísticas, scout [análise estatística dentro do futebol]... Ah, mas o cara não está jogando... Mas eu estou feliz, cara. Eu valorizo muito isso. Eu estou curtindo bastante meus filhos, minha esposa, a gente está fazendo coisas, porque no futebol é difícil fazer isso, ter tempo para fazer isso, então hoje eu estou com tempo. Se a coisa fluir com naturalidade maravilha, senão está ótimo também, hoje eu não tenho nada oficial pra sair do Brasil", disse.

Com cinco estaduais e cinco Brasileiros no currículo, Dagoberto está focado em apenas um objetivo. E não é o futebol. "Eu estou em Curitiba, eu estou tranquilo, livre, leve e solto. O contrato é com os meus filhos e com a minha esposa, eu estou curtindo a família. Estou jogando muito tênis, futevôlei e golfizinho sossegado [risos]", completa Dagoberto.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos