Huracán volta a intimar Cruzeiro por dívida referente à compra de Ábila

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Juliana Flister/Light Press/Cruzeiro

    Cruzeiro alega ter o montante, mas pediu novo prazo para quitar dívida com Huracán

    Cruzeiro alega ter o montante, mas pediu novo prazo para quitar dívida com Huracán

O Huracán, da Argentina, voltou a cobrar publicamente o Cruzeiro pela quantia de US$1,5 milhão (R$ 4,8 milhões). O valor é referente aos direitos econômicos do atacante Ramón Ábila, adquirido pelo time mineiro em junho do ano passado. Ciente da nova intimação, o Cruzeiro solicitou um novo prazo para quitar a dívida.

O acordo entre Cruzeiro previa o pagamento de US$ 4 milhões (R$ 13,4 milhões na cotação da época) por 50% dos direitos econômicos do jogador. Este quantia seria quitada em algumas parcelas. Porém, até o final do ano passado, o Cruzeiro não tinha cumprido com o compromisso, gerando a primeira reclamação da agremiação argentina, ainda no mês de dezembro.

Recentemente, o presidente Gilvan de Pinho Tavares concedeu uma entrevista dizendo estar ciente da cobrança, mas tranquilizou os torcedores, alegando que o clube já teria o montante necessário para quitar a dívida. O pagamento, contudo, ainda não foi feito.

"Já conversamos com o presidente do Huracán (Alejandro Nadur). Ele já aceitou a prorrogação de alguns dias do prazo. Não sei porque a imprensa deu tanto destaque ao fato de a gente ter atrasado alguns dias no pagamento", comentou.

"Conseguimos, com assinaturas de contratos que fizemos hoje, receitas para esse princípio de janeiro para cobrir despesas, inclusive essa", acrescentou.

No contrato de compra de Ramón Ábila, uma cláusula ainda obriga o Cruzeiro a adquirir o restante dos direitos econômicos do centroavante (os outros 50%) até o fim de 2017, avaliados em 3,5 milhões de dólares (R$ 11,75 milhões). Caso não o compre, Ábila terá que retornar ao Huracán em 2018.

Confira na íntegra o comunicado do Huracán:

"Vencendo o prazo que tinha o Cruzeiro para transferir o dinheiro da segunda cota de 50% do passe do jogador, o Huracán intimou seu pagamento. Cumprido nesta sexta-feira os dez dias previstos na primeira intimação, o clube prepara um segundo documento em que se reclama a totalidade do dinheiro da opção de compra (US$1,5 milhão e US$4 milhões por outros 50%).

Quer receber notícias do Cruzeiro de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos