Após recusar oferta da China, Atlético-MG define valor de Rafael Carioca

Thiago Fernandes

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético MG

    Dono de 50% dos direitos, Atlético-MG aceita vender Carioca apenas a partir de ??8 mi

    Dono de 50% dos direitos, Atlético-MG aceita vender Carioca apenas a partir de ??8 mi

O Atlético-MG recusou uma proposta enviada pelo Tianjin Teda, da China, por Rafael Carioca e já definiu o valor que gostaria de receber para liberar o atleta.

Os asiáticos ofereceram 5 milhões de euros (R$ 17,1 milhões) pela contratação do volante. O montante seria dividido em duas quantias idênticas - 2,5 milhões de euros. O Galo receberia metade e o Spartak Moscou, ex-clube do jogador e detentor de 50% de seus direitos econômicos, teria direito ao restante.

Os brasileiros, por sua vez, pleiteiam receber no mínimo 4 milhões de euros (R$ 13,7 milhões) por seu percentual - 50%. A ideia, portanto, é que o atleta seja negociado por 8 milhões de euros (R$ 27,4 milhões).

Rafael Carioca tem contrato com o Atlético até junho de 2019. Ele está na Cidade do Galo desde agosto de 2014, quando chegou por empréstimo da Rússia. Um ano mais tarde, os mineiros adquiriram um percentual do atleta e o contrataram em definitivo.

Nessa sexta-feira, o meio-campista confirmou, em entrevista coletiva, o assédio do futebol chinês em seu futebol: "Difícil. Eu tive uma proposta para sair para a China agora. Só que eu tenho 50% do Spartak e 50% do Atlético. Então, não chegamos a um acordo", afirmou na ocasião.

"O time eu não posso falar, é uma coisa particular. Mas as partes não chegaram a um acordo. O Spartak não respondia ao Atlético quando chegou a proposta. Mas tem que passar por isso também", acrescentou.

Quer receber notícias do Atlético-MG de graça pelo Facebook Messenger? Clique AQUI e siga as instruções.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos