Idolatria e consolo no filho: a forte ligação entre Emerson Cris e Caio Jr

Daniel Fasolin e Luiza Oliveira

Do UOL, em Chapecó (SC) e em São Paulo (SP)

  • Reprodução

    Técnico ainda vive o luto de ter perdido o amigo Caio Júnior

    Técnico ainda vive o luto de ter perdido o amigo Caio Júnior

Emerson Cris vem fazendo uma campanha história no comando da Chapecoense e já conseguiu levar o time às quartas de final da Copinha. Apesar da satisfação com o sucesso, o técnico ainda vive o luto de ter perdido o amigo de longa data Caio Júnior, sua grande fonte de inspiração na profissão.

"Tem muitas coisas do Caio como treinador que uso com meus jogadores. Ele era uma pessoa calma, séria, serena e inteligente. Tentamos honrá-lo da melhor maneira representando bem a Chapecoense, não só ele como todos que se foram na tragédia", disse ao UOL Esporte.

A ligação de Emerson Cris e Caio Júnior começou há muitos anos antes mesmo de ele ser técnico. O comandante da base da Chape se lembra de ir ao estádio como fã para vê-lo em campo quando Caio desfilava atuava como atacante em times do interior do Paraná e de São Paulo.

"Fui torcedor dele quando ainda jogava, depois joguei com ele. Depois ele foi meu treinador e depois eu, como jogador, levei ele já como treinador para um clube (o Gama, de Brasília). Depois nos encontramos na Chapecoense e ele sempre me tratou bem, nós conversávamos bastante, quase todo dia no clube", contou.

Caio Júnior foi fundamental para Emerson desenvolver um bom trabalho na base. Eles fizeram uma excursão juntos pela Europa e os conselhos ao amigo eram frequentes. Uma das passagens mais marcantes foi quando Caio deu uma preleção para os meninos depois de ter chegado à final da Sul-Americana.

"Ele me ajudou na preleção da semifinal do campeonato estadual de 2016, dois dias depois de ter ganhado do San Lorenzo e conquistado a vaga na final da Sul-Americana. Esse fato de ele ter ido ao nosso vestiário fazer uma palestra para uma equipe Sub-20, sendo que estava na final da Sul-Americana, mostra a humildade e comprometimento dele comigo e o clube", disse.

Hoje, Emerson ainda lida com a dor da perda e busca conforto na família do próprio Caio Júnior. "Converso sempre com o filho mais velho dele, Matheus. No começo dei conforto a família e eles me agradeceram", conta ele.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos