Mourinho bate boca com Klopp, mas termina jogo com reconciliação; veja

Do UOL, em São Paulo

Um tapinha nas costas selou a paz entre José Mourinho e Jürgen Klopp ao fim da partida entre Manchester United e Liverpool, no Old Trafford. Durante o empate por 1 a 1, entretanto, o clima entre os dois treinadores esquentou.

Kloop não concordou com a marcação do árbitro Michael Oliver, que deu apenas cartão amarelo a Ander Herrera depois de uma falta em Roberto Firmino. Após o lance, os técnicos discutiram à beira do campo.
 
Ambos trataram de colocar panos quentes na confusão tão logo o juiz encerrou o jogo. Um cumprimento rápido pôs fim ao conflito. Depois, os treinadores deram explicações sobre o ocorrido.
 
"Klopp pesou que eu estivesse pedindo para expulsar o Firmino. Eu não estava. Não teve problema nenhum. Acho que o jogo foi correto. Acho que os jogadores deram tudo de si, mas de uma forma emocional e profissional, então o árbitro foi bem nessa parte. Houve agressão, mas foi bom, então eu acho que foi uma grande publicidade para a Premier League em todo o mundo", disse o técnico do Manchester United.
 
"Mourinho queria no mínimo um cartão amarelo, eu não sei. Acho que o juiz apitou antes de qualquer outra coisa acontecer. Roberto (Firmino) é um jogador da cabeça aos pés e queria continuar no jogo. Ele poderia ter passado a bola, mas foi um cartão amarelo para o Herrera e nada mais. No final das contas, foi um amarelo para quem queria jogar futebol. Poderia ser ainda pior se alguém quisesse ver novamente e tudo isso. Não poderíamos ter a mesma opinião nesse momento", frisou Klopp.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos