Luis Fabiano só aceita rescisão se obtiver premiações previstas em contrato

Bruno Braz

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Alexandre Vidal/Divulgação

    Luis Fabiano em ação com a camisa do Tianjin Quanjian, da China

    Luis Fabiano em ação com a camisa do Tianjin Quanjian, da China

Os dias serão de expectativa para Luis Fabiano, Vasco e Ponte Preta. Neste domingo (15), o atacante embarcou para a China com o objetivo de obter uma rescisão de contrato com o Tianjin Quanjian e ficar livre para assinar com outro clube.

Porém, embora possua um acordo verbal com os chineses, conseguir a liberação nos moldes que deseja não será uma tarefa das mais simples. Isso porque o jogador não abre mão de receber bonificações a que têm direito e que estavam estabelecidas em contrato caso alcançasse metas.

Pelo lado do Vasco, o otimismo é grande. O Cruzmaltino tem a oferecer um vínculo que agrada ao artilheiro, tanto no quesito tempo quanto no financeiro. Em São Januário, a contratação é dada como praticamente certa caso o Fabuloso obtenha a rescisão.

A Ponte Preta, por sua vez, ainda não jogou a toalha. Embora não possa acenar com um contrato financeiro tão vantajoso quanto o vascaíno, o clube de Campinas (SP) aposta no lado passional e no desejo do atacante de 36 anos de encerrar a carreira na equipe que o revelou no futebol.

Luis Fabiano e seu empresário não têm pressa e nem prazo para resolver a questão, mas a expectativa é a de que aconteça um consenso sem grandes desdobramentos.

Além do atacante, outro que aguarda por uma rescisão de contrato na China é meia Wagner, ex-Cruzeiro e Fluminense e que também está bem encaminhado com o Vasco.
 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos