Neymar bate Messi e C. Ronaldo em lista de mais valiosos da Europa

Do UOL, em São Paulo

Ninguém duvida que Neymar é o jogador mais valioso do futebol brasileiro. Mas do mundo? Nesta segunda-feira, foi justamente isso que o Observatório do Futebol do Centro Internacional de Estudos do Esporte, da Universidade de Neuchatel, na Suíça afirmou.

Segundo o índice criado pelos pesquisadores, o valor do brasileiro é 45% superior ao de seu companheiro de Barcelona, Lionel Messi, e quase duas vezes maior do que o de Cristiano Ronaldo, do Real Madrid, que recebeu, na semana passada, o título de melhor jogador do mundo da Fifa.

O atacante do Barça e da seleção brasileira é avaliado em 246,8 milhões de euros. O segundo na lista é Messi, com 170,5 milhões. Ronaldo, com 126,5 mi, é só o sétimo da lista, atrás de Pogba (Manchester United), com 155,3 mi, Griezmann (Atlético de Madri), com 150,4, Suárez (Barcelona), com 145,2 mi, e Harry Kane (Tottenham), com 139,2 mi.

Como é feita a avaliação?

Os valores são bem diferentes daqueles que costumam ser usados para projetar o mercado do futebol. De acordo com o site TransferMarket, um dos mais respeitados do segmento, por exemplo, Messi e Ronaldo são os dois mais valiosos do planeta, avaliados em 120 milhões de euros e 110 milhões, respectivamente. Neymar é o terceiro da lista, com 100 milhões.

A lista suíça, porém, leva em conta uma série de fatores que o mercado normalmente ignora ao avaliar os grandes jogadores. O estudo leva em conta dez indicadores principais para criar um valor para um jogador. E o preço de mercado é apenas um deles. Entram na conta posição, idade, tempo e valor de contrato, experiência, nível de performance, status internacional, resultados, conquistas individuais e nível competitivo, além do preço de mercado comum.

Isso quer dizer, por exemplo, que o valor agregado de um jogador é maior se ele é a grande estrela de um país importante no cenário mundial, como Neymar com a seleção brasileira e Suárez com o Uruguai. Ou se sua chance de transferência é grande, como Pogba, quando deixou a Juventus, ou Griezmann, sempre associado transferências para clubes maiores do que o Atlético de Madri. O inglês Harry Kane é um caso assim: aos 23 anos, ele é o grande nome inglês da Premier League e, jogando no Tottenham, tem um potencial de transferência grande.

Enquanto esses cinco nomes (com chances menores para Pogba, que já fez uma grande transferência em sua carreira, e Suárez, com 29 anos) ainda tem alta probabilidade de movimentar milhões nas próximas janelas de transferência, a chance do mesmo acontecer com Messi ou Cristiano Ronaldo é menor. Além da idade (o argentino tem 29 anos e o português, 31), os dois são os pontos centrais de seus clubes, que já estão entre os mais poderosos financeiramente do planeta.

Brasil tem 10 no top 100

O estudo listou os 100 jogadores mais valiosos do planeta. Completam o top 10 o argentino Dybala, da Juventus, de 23 anos e que tem sido envolvido em vários rumores de transferência, avaliado em 113,8 milhões, o inglês Dele Alli, do Tottenham, de apenas 20 anos, e a grande revelação recente do futebol inglês, e o belga Hazard, do Chelsea, o mais velho do tio, com 25 anos.

O Brasil tem dez atletas entre os 100 mais valiosos, mas, depois de Neymar, só volta a aparecer na 45ª posição, com Roberto Firmino, do Liverpool, avaliado em 55,3 milhões. Willian (Chelsea) é o 47º (55,1 mi), e Philippe Coutinho (Liverpool), o 48º (55 mi).

Fora do Top 50:

56º Lucas Moura/PSG: 50,4 milhões

83º Fabinho/Monaco: 40,8 mi

85º Alex Sandro/Juventus: 40,7 mi

92º Douglas Costa/Bayern de Munique: 39,4 mi

94º Felipe Anderson/Lazio: 38,1 mi

95º Marquinhos/PSG: 37,6 mi

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos