'Kibe Loco' vê crítica surreal de F. Melo e se diz lisonjeado por elogio

Emanuel Colombari

Do UOL, em São Paulo

Antonio Tabet, o vice-presidente de comunicação do Flamengo, é uma figura conhecida nas redes sociais. Responsável pelo site humorístico Kibe Louco e roteirista do programa Porta do Fundos, o dirigente se viu envolvido em uma polêmica inesperada nesta terça-feira com Felipe Melo, novo volante do Palmeiras.

No final da manhã, ao ser apresentado pelo clube paulista, o meio-campista fez críticas a Tabet. "Sinceramente, é difícil acreditar que o Flamengo tem um vice-presidente de marketing (na verdade, de comunicação), que possa soltar piada no Twitter para fazer o torcedor acreditar que o jogador é, como ele colocou, uma p*ta", disse.

O tweet em questão foi publicado em 23 de dezembro, em meio a boatos de uma possível negociação entre Felipe Melo e o Flamengo. "Amo tanto o Flamengo, que trabalho para ele de graça", disse Tabet na ocasião.

A repercussão do tweet e o discurso de Felipe Melo deixaram Tabet surpreso. "Foi meio surreal", disse o dirigente, em entrevista por telefone ao UOL Esporte. "Ele falou de um tweet que eu teria feito a ele, e não era a ele. Talvez ele esteja sendo mal assessorado ou mal influenciado. Ele vestiu uma carapuça que não era para ele", completou o humorista, que disse jamais ter conversado com o volante.

Sem fazer referências a Felipe Melo, Tabet afirmou que "existem, sim" jogadores que fazem declarações de amor a clubes na pré-temporada de forma a levar torcidas a pressionar suas contratações. Em momento algum, porém, disse que teria sido o caso do volante com o Flamengo – dissociando, mais uma vez, o rumor e a mensagem publicada no Twitter em dezembro.

Em discurso pacífico, o vice-presidente de comunicação do Flamengo rebateu as críticas feitas pelo volante palmeirense em sua apresentação. "Ele, como vice-presidente, é um ótimo piadista. Até vejo os vídeos dele no YouTube [Porta dos Fundos] e dou risada; mas, como dirigente, não", disse Felipe Melo em sua apresentação.

"Eu fico lisonjeado por ele falar que gosta de mim como comediante. Agora, o fato de ele achar que eu não posso ser vice-presidente de comunicação de um clube… Ele está usando do mesmo preconceito que as pessoas têm em relação a ele - de ser um jogador violento, de ter provocado a eliminação do Brasil na Copa de 2010. Eu até concordava com ele na época, mas ele está sendo preconceituoso", avaliou Antonio Tabet.

Rivalidade Flamengo x Palmeiras nas redes sociais

Palmeiras e Flamengo disputaram a liderança do Campeonato Brasileiro de 2016 durante boa parte da competição. No fim, o time paulista acabou com o título, enquanto o rival carioca foi o terceiro colocado, superado também pelo Santos. A disputa, porém, provocou um efeito colateral: o acirramento da rivalidade entre rubro-negros e alviverdes nas redes sociais.

Para Antonio Tabet, porém, a rixa é natural neste momento dos dois clubes.

"É meio que normal, né? Isso acontece em vários momentos do futebol. Em alguns momentos da história do futebol, Corinthians e Flamengo polarizam as notícias; depois, Flamengo e Palmeiras, Flamengo e Botafogo, Flamengo e Vasco. É natural que, em redes sociais, isso seja replicado de uma certa maneira", disse o dirigente, que diz não ter "raiva do Palmeiras".

"Como é muito recente isso de Palmeiras e Flamengo terem disputado o Campeonato Brasileiro, têm investido mais, é normal que tenha esse tipo de polarização", acrescentou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos