Yaya Toure rejeita proposta de R$ 1,7 milhão por semana do futebol chinês

Do UOL, em São Paulo

Barrado por Pep Guardiola no início da temporada, mas readmitido no elenco do Manchester City ao longo dela, o marfinense Yaya Toure rejeitou uma proposta de abrir os olhos do futebol chinês. Segundo a BBC, o meio-campista recebeu uma oferta de R$ 1,7 milhão semanais recebida nesta janela de transferências do inverno europeu, mas a declinou.

Livre para assinar com qualquer clube por conta de sua situação contratual – o vínculo com o City termina no meio do ano –, Toure poderia aceitar a proposta e deixar sua atual equipe de graça. Contudo, o marfinense prefere continuar no futebol inglês.

Sem garantias de renovação com o City, Toure foi titular de Pep Guardiola nos últimos sete jogos do Manchester City, o último deles a goleada por 4 a 0 para o Everton. Ele está na Inglaterra desde 2010, quando foi contratado do Barcelona, e conquistou duas vezes o Campeonato Inglês, duas Copas da Liga Inglesa e uma Copa da Inglaterra, além de uma Supercopa.

O marfinense tomou um caminho contrário ao de outros atletas do Campeonato Inglês, que foram seduzidos pelos valores elevados oferecidos por times chineses. O brasileiro Oscar e o nigeriano Obi Mikel, ambos do Chelsea, foram os últimos a abandonarem a Inglaterra pelo futebol da China.

Diego Costa é outro que teria ficado tentado pelas cifras elevadas, mas deve ficar no Chelsea. As transferências ao futebol chinês não têm agradado a todos os jogadores europeus. O holandês Arjen Robben, por exemplo, disse que ir para a China é o equivalente a assumir que a carreira acabou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos