Cruzeiro aguarda dinheiro de Marinho para quitar dívidas de Ábila e Sóbis

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Reprodução/Instagram

    Venda de Marinho vai permitir que Cruzeiro quite dívidas pendentes por Ábila e Sóbis

    Venda de Marinho vai permitir que Cruzeiro quite dívidas pendentes por Ábila e Sóbis

Nas últimas semanas, sempre quando questionado sobre a situação de Ramón Ábila, o presidente Gilvan de Pinho Tavares mostrou tranquilidade com o assunto e assegurou que o Cruzeiro iria quitar em breve sua dívida pendente com o Huracán. Por duas vezes, o time argentino cobrou publicamente o Cruzeiro o valor de US$ 1,5 milhão (R$ 4,8 milhões), referente à segunda parcela da compra do atacante. Nas duas ocasiões, a diretoria mineira pediu um prazo para fazer o pagamento, o que está mais próximo de ser concretizado com a venda de Marinho para o Changchun Yatai. No momento, o ex-jogador do Vitória está prestes a assinar com o time chinês. E Cruzeiro, detentor de 30% dos direitos econômicos, vai lucrar com isso.

"A gente sabe que a situação do Huracán não é tranquila na Argentina, correndo risco de ser rebaixado. Então estão usando o Ábila para amenizar a situação deles. Eles soltam com esse "zum zum zum" de vez em quando. Mas não há a menor possibilidade do Ábila voltar para o Huracán. Pedimos um prazo e eles aceitaram. Não somos clube de ficar guardando dinheiro.Temos transações feitas e o dinheiro ainda não chegou. Soube hoje que o dinheiro da venda do Marinho está chegando", comentou o presidente, após a apresentação de Thiago Neves na Toca da Raposa.

O acordo entre Cruzeiro e Huracán previa o pagamento de US$ 4 milhões (R$ 13,4 milhões na cotação da época) por 50% dos direitos econômicos do jogador. Com dinheiro no caixa, a intenção do Cruzeiro é de dividir a última parcela em duas partes. Só então a dívida será quitada de vez. Isso porque além de Ábila, a diretoria ainda precisa terminar de pagar por Rafael Sóbis. Em junho do ano passado, o jogador deixou o Tigres do México por cerca de 5 milhões de dólares (R$ 16,6 milhões na cotação da época).

"Já estamos acertando para pagar também as parcelas do Sóbis com o Tigres do México. Vamos liquidar a dívida do Abila, mas em duas parcelas", acrescentou Gilvan, que conversou com Ábila e lhe garantiu que o atacante ficará em Minas Gerais.

"Conversei com ele, ele estava preocupado em voltar, mas agora já esta sabendo que o Cruzeiro vai quitar tudo. Não há possibilidade dele voltar para o Huracán", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos