Dudu quer convencer Tite e ficar na seleção; V. Hugo: 'Não acreditei, não'

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

O campeão brasileiro cederá dois jogadores para a seleção brasileira na próxima quarta-feira, data do amistoso contra a Colômbia. O zagueiro Vitor Hugo e o meia-atacante Dudu foram chamados por Tite para o compromisso responsável por homenagear as vítimas do acidente com a delegação da Chapecoense; apesar do caráter simbólico do jogo, os dois receberam o chamado a 'sério'.

Destaque do Palmeiras desde a temporada retrasada, Dudu quer aproveitar os dois dias com a comissão técnica de Tite – um treinamento e a partida – para deixar uma marca.

"Volto bem, né? Tive a oportunidade de atuar pela seleção principal, e agradeço ao Tite, aos meus companheiros aqui no ano passado e ao Cuca. Agora espero me manter lá. A concorrência é difícil e grande, mas vou lugar para permanecer", afirmou o camisa 7.

"A gente sabe que é um amistoso só para ajudar o pessoal da Chapecoense", acrescentou, em entrevista ao FOX Sports. "Mas para muitos é a chance da vida. Temos que dar o máximo, dar a vida para continuarmos sendo lembrados. É isso que eu estou pensando. Tenho certeza de que, se eu me entregar à camisa da seleção, serei lembrado mais vezes". 

Também destaque no Campeonato Brasileiro do ano passado, Vitor Hugo se mostrou surpreso pela lembrança de Tite. A reação ao ser noticiado da convocação pela assessoria de imprensa, durante o treino, se mostrou espontânea. "Sério? Que da hora!"

Diante dos microfones, a sinceridade do zagueiro acabou reforçada. "Não acreditei, não. Foi uma mistura de sentimentos que não deu para explicar. Agora é chegar lá e fazer o que venho fazendo no Palmeiras nos últimos dois anos", declarou o defensor.

"Não deixaram nem eu tomar banho, vim para cá direto. Quero agradecer aos meus companheiros e aos meus familiares; também ao professor Tite. Primeira vez ninguém esquece, o jogo é na quarta-feira e já estou com frio na barriga", finalizou Vitor Hugo.

Tristeza pelos preteridos

Apesar da alegria pela convocação, Dudu apresentou um lado de frustração na entrevista desta quinta-feira. Na visão do capitão palmeirense, nomes como Tchê Tchê, Jean e Jailson mereciam a convocação para o jogo contra a Colômbia; Moisés, ainda sem as melhores condições físicas, acabou vetado.

"Pelo ano que fizemos, esperávamos mais jogadores convocados e ficamos tristes por eles. Mas, creio que estão tranquilos, eles sabem que se continuarem trabalhando como no ano passado, a hora deles irá chegar. O Jailson podia ter sido chamado", declarou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos