Michael tem evolução lenta, segue na UTI e passa por traqueostomia

Vinicius Castro

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Agência Photocamera

É lenta a evolução do atacante Michael. O jogador do Fluminense segue na UTI do Hospital de Base, em São José do Rio Preto, desde que sofreu um acidente automobilístico na rodovia MG-255 em 9 de janeiro.

O atacante passou por uma traqueostomia na última quinta-feira (20) por conta da intubação prolongada. O objetivo do procedimento foi minimizar danos - possíveis machucados na região - e observar a evolução do atleta. A informação foi publicada pelo site Globoesporte.com e confirmada pela reportagem do UOL Esporte.

O quadro de Michael ainda é grave e inspira cuidados. O Fluminense vem sendo informado dos procedimentos realizados e acompanha de perto o caso, embora a família tenha evitado comentar a recuperação.

No dia 9 de janeiro, Michael voltava ao Rio de Janeiro para se reapresentar ao Tricolor. O carro era dirigido por um amigo e se chocou com uma vaca. O atacante estava no banco do carona e sofreu traumatismo craniano. Ele tinha negociações adiantadas com a Ponte Preta e estava próximo de ser emprestado até o encerramento do contrato com o Tricolor das Laranjeiras.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos