Como o Palmeiras tem ajudado Hyoran a superar a tragédia da Chapecoense

José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

O simbolismo do amistoso entre Chapecoense x Palmeiras transcende as quatro linhas do gramado na Arena Condá. Marcado para este sábado, às 16h30 (de Brasília), o jogo possui um caráter de homenagem às vítimas do acidente aéreo ocorrido no ano passado. Para um personagem do atual campeão brasileiro, as emoções estarão mais afloradas.

Valorizado a nível nacional por atuações destacadas com a camisa do clube catarinense, o meia Hyoran chegou ao Palmeiras em meio a dias traumáticos. O abatimento pelos amigos mortos e a recepção aos sobreviventes se contrastavam com a mudança para a Academia de Futebol.

Praticamente dois meses se passaram, e Hyoran amadureceu. O luto carregado para sempre se depara com a maturidade de um jovem de 23 anos. No Palmeiras, os companheiros se surpreenderam com a serenidade de quem escapou do acidente para chegar ao campeão nacional.

O elenco se mobilizou por Hyoran. Na análise interna, contudo, o comportamento do jogador chegou até a surpreender os mais experientes, como o lateral direito Jean. O camisa 2 foi só elogios ao 'filho de Chapecó' que retornará à cidade no amistoso-homenagem deste sábado.

"Ele que me passou forças pela experiência que teve; experiência, esta, muito forte. Fico muito feliz de ele estar aqui com a gente, pois é um grande jogador", destacou Jean, que admite até certo constrangimento para entrar no assunto 'acidente' com o meia.

Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Hyoran já está 'em casa' no Palmeiras

"Difícil de falar sobre isso...até conversei um pouco com ele. Mas não dá para falar muito, fazendo ele lembrar de uma situação que acabou acontecendo. Ele é bem maduro e bem inteligente, com um psicológico muito forte. Do que ele me passou, tenho uma certeza: está feliz", destacou.

A maturidade relatada por Jean acabou exposta durante a entrevista de apresentação do próprio Hyoran. "A perda dos meus amigos vou levar para sempre. Agora tenho que seguir em frente, levantar a cabeça e levar o melhor deles para a minha vida", disse.

Além de receber ajuda pela boa recepção do grupo, o meia também fez questão de ressaltar as ações palmeirenses para com a Chape – Nathan, João Pedro e Amaral foram emprestados; Hyoran trata o próprio investimento palmeirense como uma maneira de auxílio ao clube.

"Ajudei a Chapecoense em campo e pude dar um respaldo financeiro [pouco mais de R$ 6 milhões] com a minha venda. [...] O Palmeiras fez um investimento muito grande para me ter aqui, me queriam aqui. O Palmeiras tem feito coisas muito boas para a Chapecoense", acrescentou.

Além de reencontrar velhos conhecidos e recordar-se dos falecidos, Hyoran encarará a primeira oportunidade para ganhar espaço dentro do elenco palmeirense. O jogador deve atuar durante o segundo tempo do amistoso, a fim de 'seguir a vida' no atual campeão nacional.

FICHA TÉCNICA
CHAPECOENSE x PALMEIRAS

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 21 de janeiro de 2017 (sábado)
Horário: 16h30 (de Brasília)
Árbitro: Heber Roberto Lopes (SC)
Auxiliares: Nadine Câmara Bastos (Fifa-SC) e Maira Americano Labes (SC)

CHAPECOENSE: Artur; João Pedro, Douglas Grolli, Fabrício Bruno e Reinaldo; Amaral, Andrei Girotto e Neném; Rossi, Wellington Paulista e Niltinho.
Técnico: Vagner Mancini.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Jean, Antônio Carlos, Thiago Martins e Egídio; Felipe Melo; Róger Guedes, Tchê Tchê, Raphael Veiga e Dudu; Alecsandro.
Técnico: Eduardo Baptista.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos