"Gato" do Paulista pregava sobre fé ao time e impressionava: "inteligente"

Bruno Freitas

Do UOL, em São Paulo

Inteligente, articulado e uma espécie de líder de vestiário. Assim era Brendon Matheus Araújo Lima dos Santos dentro do elenco do time sub-20 do Paulista. Depois da divulgação da adulteração da idade, o zagueiro sumiu do clube de Jundiaí, supostamente somente com as roupas do corpo. Para o time, eliminado da Copa São Paulo graças a uma punição da Federação Paulista de Futebol, ficam as lembranças de um atleta religioso, que falava sofre fé aos companheiros.

"Ele era o cara que pregava a Bíblia antes dos jogos no vestiário, sempre de improviso, muito articulado", disse o José 'Pepe' Verdugo Diaz, presidente do Paulista, em entrevista ao UOL. "Era muito inteligente", acrescentou. 

O jogador que motivou a exclusão do time de Jundiaí da final da Copa São Paulo era tido como um jovem maduro e objetivo. No sábado, ao ser confrontado pela direção do Paulista sobre o suposto esquema de fraude de documentos, o falso Brendon mostrou frieza: "Podem ficar tranquilos". 
 

A tranquilidade apresentada no sábado, dia da primeira acareação sobre o caso, sumiu depois que o caso vem à tona. Mas não só ela, Brendon, que na verdade é Heltton Matheus Cardoso Rodrigues, também desapareceu. Por volta das 23h do domingo, o jogador deixou a sede do Paulista, em Jundiaí, apenas com a roupa do corpo, pouco depois de conversar com o técnico Humberto. O zagueiro morava no alojamento do clube e seus pertences ficaram por lá.

"É um ator", afirmou José 'Pepe' Verdugo Diaz, presidente do Paulista. O jogador havia se comprometido a aparecer na Federação Paulista de Futebol, para explicar o ocorrido, mas desapareceu. "Se soubesse onde ele está, entregaria para a polícia", emendou o dirigente.

Para se passar por alguém três anos mais novo, Heltton utilizou os documentos do primo, esse sim chamado Brendon e nascido em 1997 – ele atualmente está preso no Rio de Janeiro por envolvimento com o tráfico de drogas.

Por causa do ocorrido, o Paulista foi eliminado da competição. Em seu lugar, o Batatais disputará a final da Copinha contra o Corinthians, na quarta-feira (25). Em campo, o time de Jundiaí havia conquistado a vaga com vitória por 5 a 1. "Uma pena chegar à decisão e ser banido dessa forma", manifestou o presidente do clube.

Bruno Freitas/UOL
O falso Brendon, à esquerda, e o verdadeiro, preso no Rio de Janeiro
 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos