Ex-São Paulo, Souza diz que Ganso se encaixaria perfeitamente na Turquia

Bruno Doro

Do UOL, em São Paulo

  • MURAD SEZER/REUTERS

A experiência de Paulo Henrique Ganso no futebol espanhol não tem sido das melhores. O jogador não foi relacionado pelo técnico Jorge Sampaoli nas últimas duas partidas e não entra em campo pelo Sevilla desde o dia 4 de janeiro, na derrota por 3 a 0 para o Real Madrid.

Enquanto a imprensa já questiona uma das principais contratações do time para a temporada, tem gente interessada no talento do ex-meia do São Paulo. E tem até ex-companheiro fazendo campanha pela contratação. Lembra do volante Souza, revelado no Vasco, com passagens marcantes pelo Grêmio e pelo São Paulo? Ele abriu as portas de seu clube, o Fenerbahce, da Turquia.

Aitor Alcalde Colomer/Getty Images
Ganso em ação pelo Sevilla: falta de força defensiva é uma das críticas que brasileiro recebe
"Até me perguntaram sobre ele e eu dei as melhores indicações, porque, realmente, é um jogador excepcional", afirmou o volante. "Ele é diferenciado, é um cara que consegue ver o que ninguém vê. Por isso, digo que ele seria perfeito para o nosso time".

Tantos elogios não vêm de qualquer um. Souza é, hoje, um dos principais meio-campistas do Campeonato Turco. Segundo o site de estatísticas WhoScored, ele é o melhor volante central e um dos cinco melhores jogadores da competição. "Eu acredito que Fener, Galatasaray ou Besiktas [os três grandes da Turquia] ganhariam muito com a contratação dele. E aviso: se encaixaria como uma luva por aqui".

O Fener, porém, não vem tão bem quanto seu jogador brasileiro. O time, sempre pressionado pelo volume de investimentos e força da torcida a brigar pelo título, é apenas o quarto colocado, com 35 pontos. A liderança é do Besiktas (41 pontos), com a surpresa Istambul Basaksehir (39) em segundo lugar. O Galatasaray é o terceiro (36).

A pressão de Souza, porém, esbarra em dois pontos em Sevilla. O primeiro é o alto investimento do clube no jogador. No meio de 2016, o clube pagou 9,5 milhões de euros (quase R$ 35 milhões) pelo atleta e, mesmo sem o retorno esportivo esperado, tentará recuperar o valor. Na imprensa espanhola, inclusive, já existem rumores de que apenas um negócio definitivo, e não um empréstimo, seria aceito.

O segundo ponto é a vontade do próprio Ganso. Apesar do assédio nesse meio de temporada, o brasileiro estaria disposto a seguir no Sevilla. O UOL Esporte apurou, inclusive, que ele já teria avisado ao técnico Sampaoli de sua decisão.

Resta, porém, saber se a vontade do jogador será suficiente, após meio ano na Espanha, o ex-são paulino entrou em campo apenas 12 vezes, oito como titular. A tendência é de que não tenha oportunidades em jogos grandes, considerados decisivos no Campeonato Espanhol e na Liga dos Campeões.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos