Laudo da Polícia Militar veta grandes jogos do Atlético-MG no Independência

Victor Martins

Do UOL, em Belo Horizonte

  • AFP PHOTO / DOUGLAS MAGNO

    Estádio Independência é o principal local dos jogos do Atlético em Belo Horizonte

    Estádio Independência é o principal local dos jogos do Atlético em Belo Horizonte

Desde 2012 o Independência é o estádio que mais recebe jogos do Atlético-MG. Mesmo com o Mineirão pronto após a reforma para a Copa do Mundo, o clube alvinegro optou em seguir jogando no Horto. Mas isso pode mudar em 2017, não por opção da diretoria atleticana, mas por determinação da Polícia Militar de Minas Gerais, como aponta laudo recebido pelo UOL Esporte.

Após cinco anos de uso do Independência, com o Atlético recebendo grandes jogos no estádio, como semifinal de Copa Libertadores, final da Copa do Brasil, clássicos regionais com o Cruzeiro e grandes confrontos com outros gigantes do futebol brasileiro, a PM mineira elaborou um laudo mostrando que o estádio do Horto não tem condições de receber grandes jogos, por causa dos problemas para dar segurança aos torcedores nas vias de acesso ao estádio.

Pelo estudo da PM, o Atlético não pode levar para o Independência as partidas contra sete adversários específicos. Na lista estão Cruzeiro, Corinthians, Flamengo, São Paulo, Internacional, Sport e Atlético-PR. Esses dois últimos, em função da ligação entre as respectivas organizadas com as torcidas do Cruzeiro. Por outro lado, jogos com Palmeiras e Vasco, clubes com "torcidas irmãs", estão liberados.

Ainda de acordo com o laudo recebido pelo UOL Esporte, recomenda-se que o Atlético também jogue grandes duelos da Copa Libertadores no Independência. Uma semifinal, como foi em 2013, contra o Newell's Old Boys está fora de cogitação. Isso vale também para todos os confrontos com equipes argentinas, independentemente da fase do torneio. O motivo apontado pela PM para a decisão é "histórica rivalidade". Na edição 2017 da Libertadores, um argentino está no grupo do Atlético. É o Godoy Cruz. O jogo em Belo Horizonte está marcado para o dia 16/05, pela última rodada da fase de grupos.

Veto não é exclusivo ao Atlético, vale para o Cruzeiro

De acordo com o laudo obtido pelo UOL Esporte e elaborado pela Polícia Militar, o veto não é apenas ao Atlético. Mas se estende também ao Cruzeiro, que prioritariamente manda suas partidas no Mineirão. Nas vezes em que o Gigante da Pampulha estava impossibilitados de receber partidas da equipe celeste, em função da Copa do Mundo e dos Jogos Olímpicos, o Horto foi a alternativa.

Caso isso se repita no futuro, o Cruzeiro também está impossibilitado de receber alguns adversários no Independência. A lista cruzeirense tem grandes equipes brasileiras e clubes em que as torcidas organizadas possuem algum vínculo com o rival Atlético. Atlético, Grêmio, Corinthians, Palmeiras, Vasco, Coritiba e Santa Cruz são os times que a PM recomenda não enfrentarem o Cruzeiro no Horto.

Atlético já pretendia jogar mais no Mineirão em 2017

Pelo orçamento financeiro do Atlético aprovado para a temporada 2017, a previsão é de disputar 15 partidas no Mineirão. O que seria um recorde desde a reforma do estádio. Em 2016, com dez jogos como mandante, foi o ano em que o clube alvinegro mais optou pelo Gigante da Pampulha.

Desde a reinauguração do estádio, em fevereiro de 2013, o Atlético foi mandante em apenas 20 oportunidades no Mineirão. Número que cresceu bastante desde que Daniel Nepomuceno assumiu a presidência do clube, em dezembro de 2014. Desde então foram 15 jogos, contra apenas cinco nos dois anos em que o estádio esteve à disposição do Atlético com Alexandre Kalil na presidência.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos