Robinho afasta polêmica de calção, mas promete "peteleco na molecada"

Pedro Ivo Almeida

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • Vanderlei Almeida/AFP

    Diego e Robinho protagonizaram polêmica durante o torneio pré-olímpico de 2003

    Diego e Robinho protagonizaram polêmica durante o torneio pré-olímpico de 2003

Diego e Robinho se reencontraram na seleção brasileira após nove anos para disputar o "Jogo da Amizade" contra a Colômbia, nesta quarta-feira (25), em amistoso cujo objetivo é arrecadar fundos para as famílias das vítimas do acidente com a Chapecoense.

Ainda jovem, a dupla ficou marcada pelo "caso do calção" no torneio pré-olímpico de 2003, quando Robinho baixou o calção de Diego no momento em que ele posava para foto oficial da competição. Nesta terça (24), na zona mista após o único treino preparatório para o amistoso, Robinho preferiu afastar com bom humor as lembranças de 14 anos atrás. 

"Continuamos brincando com a mesma alegria de um menino, claro que com mais responsabilidade, mas com a mesma alegria como se fosse a primeira convocação. Longe das câmeras a gente se diverte ainda, mas com mais responsabilidade", afirmou Robinho aos risos.

Perguntado se pensava em baixar o calção de Diego mais uma vez, Robinho respondeu novamente em tom alegre: "Jamais, essa besteira jamais". 

Não é porque não haverá calção no chão, porém, que Robinho abrirá mão das brincadeiras de vestiário. Ele prometeu dar uns "petelecos" nos jogadores mais jovens.

"Peteleco sim, tem que tomar, eu tomei do Ronaldo, do Roberto Carlos, a molecada vai tomar", avisou Robinho. 

Apesar da longa parceria, Diego e Robinho não devem começar jogando juntos o amistoso contra a Colômbia. No treino desta terça, Tite sinalizou que escalará o atacante como titular, enquanto o meia deve esperar no banco de reservas por uma oportunidade. Lucas Limas deve sair jogando.

Com os goleiros fazendo um trabalho separado, Tite escalou Fagner, Geromel, Rodrigo Caio e Fábio Santos; Walace, Willian Arão e Lucas Lima; Dudu, Robinho e Diego Souza.

Questionado se havia ficado decepcionado com a ausência no time titular, Diego preferiu elogiar o trabalho de Tite e fugir de qualquer fio de polêmica. 

"Acho que o Tite está bem centrado, seguro das suas escolhas, isso [a titularidade] não é uma preocupação, independente do lugar, existe essa possibilidade de jogar e eu estou preparado", disse Diego. 

A última vez que a dupla jogou junta pela seleção brasileiro foi em 2008, quando o Brasil empatou em 0 a 0 contra a Bolívia pelas Eliminatórias da Copa, justamente no Engenhão - palco do jogo desta quarta. 

Convocados por Tite, Diego e Robinho podem sonhar com a Copa da Rússia?

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos