Mattos vê Borja "completamente inviável" e diz que Palmeiras não fez oferta

  • Cesar Greco/Fotoarena

O diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, descartou nesta quarta-feira qualquer possibilidade de o atacante colombiano Miguel Borja jogar no Palmeiras. De acordo com o dirigente, que voltou de viagem à Europa recentemente, o clube nunca chegou a fazer proposta porque os valores pedidos estão fora da realidade.

 "Proposta nunca teve, até por que os valores pedidos estão fora da realidade. Em outubro do ano passado conversamos sobre o Borja e o Guerra. O Borja é completamente inviável, coisa acima de 15 milhões de euros", disse em entrevista à "Fox Sports".

"As pessoas continuam insistindo. Se eles mudarem o foco, a ideia, acredito que outros clubes terão interesse. Mas o Palmeiras não está fazendo esse negócio. Não tem negociação, não tem proposta nem para jogador, nem para clube. Se está pedindo 15, não dá para pagar. Três, quatro e olhe lá", completou.

A especulação ganhou força nesta semana depois que Borja, ao desembarcar no Brasil para o amistoso entre as seleções nesta quarta-feira, sorriu ao ser questionado sobre o Palmeiras e disse que as diretorias estavam conversando. Nas redes sociais, ele já havia dito que só dependia de Deus para atuar no clube.

Mattos, porém, disse que nunca fez proposta formal ao Atlético Nacional e que não existe a possibilidade de a Crefisa, patrocinadora do time, bancar a contratação.

"Nem sei o valor correto, se é 15, 20 milhões pedidos pelo Borja. Não é questão do patrocinador. É um valor inviável para todas as equipes do Brasil. A patrocinadora já nos presenteou em outros momentos e somos muito agradecidos por isso", disse.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos