Allianz Parque tem teste "precoce" para gramado, mas mostra otimismo

Danilo Lavieri e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo

  • Danilo Lavieri/UOL Esporte

    Gramado do Allianz Parque ainda apresentava alguns problemas nesta quinta-feira

    Gramado do Allianz Parque ainda apresentava alguns problemas nesta quinta-feira

Problema constante na vida da WTorre, o gramado do Allianz Parque passa pelo primeiro teste em 2017 neste domingo (29), no amistoso entre Palmeiras e Ponte Preta. 

O jogo não estava nos planos iniciais da construtora, que via a data de estreia marcada apenas para o dia 5 de fevereiro, no primeiro jogo do Paulistão. Apesar disso, há otimismo por uma boa resposta do piso já neste domingo.

Os responsáveis admitem que o excesso de chuvas e a falta de dias de sol têm prejudicado também o desenvolvimento do solo, mas dizem fazer o máximo para que os problemas dos últimos anos não se repitam, inclusive importando tecnologia de outros países.

Nesta quinta-feira, a três dias do primeiro jogo, a reportagem do UOL Esporte esteve no local e pôde ver que o gramado ainda apresenta alguns problemas, especialmente no lado do gol do anfiteatro, que recebe menos sol. Do outro lado, no entanto, a condição já é bem melhor.

Danilo Lavieri/UOL Esporte

Após o fim do Campeonato Brasileiro, a construtora promoveu a troca de todo o gramado. Há diversas ofertas de implantação para uma grama sintética, como acontece na Arena da Baixada, do Atlético-PR. No momento, no entanto, este processo está descartado. O custo mínimo seria de R$ 5 milhões.

Além da expectativa do gramado, a WTorre também estreia neste ano um novo cardápio comandado por referências na área da cozinha. A grande novidade fica por conta da comida japonesa. Os fãs poderão acompanhar jogos e shows com direito a uma barca de especialidades do Japão. 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos