Sem entrosamento, Chape empata clássico em 1º jogo oficial após tragédia

Do UOL, em São Paulo

Mais de sete mil pessoas (7.145) compareceram à Arena Condá na noite desta quinta-feira (26) para acompanhar o primeiro jogo oficial da Chapecoense depois do acidente aéreo que vitimou boa parte de seu elenco, em novembro do ano passado. Logo em sua estreia, em jogo da Primeira Liga, o time alviverde encarou um clássico pela frente, contra o Joinville, e teve trabalho. Ainda sem entrosamento por conta da total reformulação de seu plantel, a Chape criou pouco e não saiu de um empate sem gols com o JEC.

A melhor chance de gol da partida, inclusive, foi do Joinville, que só não balançou as redes porque o goleiro Elias fez milagre em uma finalização do JEC logo no começo do segundo tempo. O primeiro grito de gol (oficial) da torcida da Chape após o acidente, portanto, ficou para o próximo jogo, que acontece neste domingo (29), às 17h (de Brasília), contra o Inter de Lages, novamente na Arena Condá, pelo Campeonato Catarinense.

Sem entrosamento, Chape começa mal

Guilherme Hahn/Agif
"Não é possível, a gente não ganha nenhuma segunda bola. Por isso a gente não está jogando". A frase de Vágner Mancini durante a metade do primeiro tempo resume o que foi a Chapecoense no começo da partida. Pouco entrosada e sem muita organização dentro de campo, a Chape viu o Joinville ficar mais com a bola. Somente nos minutos finais do primeiro tempo conseguiu criar boas situações, mas apenas em bolas alçadas para a área. A história não mudou muito na etapa final, apesar das mexidas de Mancini – Nadson, Martinuccio e Lourency foram a campo no decorrer da partida.

Tulio de Melo assusta, mas fica no quase

Centroavante titular da Chape nesta quinta-feira, Tulio de Melo foi um dos jogadores mais participativos da partida e ficou perto de marcar o primeiro gol da Chapecoense na temporada. Em dois cruzamentos, o atacante cabeceou com perigo, mas viu a bola tirar tinta da trave. 

Homenagem às vítimas do acidente

Assim como acontecerá em todos os jogos da Chapecoense este ano, as vítimas do trágico acidente foram lembradas aos 26min do segundo tempo, que corresponde ao 71º minuto jogado, em um dos atos de homenagens às 71 pessoas que não sobreviveram ao desastre aéreo do ano passado. Um telão alertou sobre a homenagem e gritos de "vamos, vamos, Chape" e muitos aplausos foram iniciados pelos torcedores na Arena Condá.

Time foi o 'reserva'. Prioridade é o Catarinense

O time que foi a campo nesta quinta-feira foi completamente diferente do que enfrentou o Palmeiras em amistoso, considerado 'titular'. Vágner Mancini já deixou claro que a prioridade da Chapecoense neste primeiro semestre é o Catarinense.

CHAPECOENSE 0 x 0 JOINVILLE 

Local: Arena Condá, Chapecó (SC) 
Data: 26/01/2017 (quinta-feira)
Árbitro: Willian Machado Steffens (SC) 
Auxiliares: Alex dos Santos (SC) e Henrique Neu Ribeiro (SC) 
Público/renda: 7.145 presentes / R$ 92.730,00 
Cartões amarelos: Caíque (Joinville) 

CHAPECOENSE
Elias, Zeballos, Nathan, Luiz Otávio e Diego Renan; Moisés Gaúcho e Luiz Antônio (Nadson); Osman, Dodô (Martinuccio) e Arthur (Lourency); Túlio de Melo
Técnico: Vágner Mancini 

JOINVILLE
Jhonatan; Caíque, Henrique Mattos, Max e Fernandinho; Roberto, Kadu e Lúcio Flávio; Fabinho Alves (Gustavo Xuxa), Alex Ruan (Ciro) e Bruno Batata (Juninho)
Técnico: Fabinho Santos 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos