Copa Africana de Nações tem 19 jogadores lesionados em 24 partidas

Do UOL, em São Paulo

  • Justin Tallis/AFP Photo

    Seleções têm sofrido com lesões em torneio

    Seleções têm sofrido com lesões em torneio

A Copa Africana de Nações deixou um impacto negativo aos clubes que receberão os atletas de volta após um período em suas seleções. Ao todo, 19 jogadores sofreram lesões em 24 partidas da primeira fase da competição. O último deles foi Asamoah Gyan, atacante de Gana e um dos maiores nomes da competição. Ironicamente, o jogador alertou seus companheiros de seleção para tomarem cuidado com o estado dos gramados do torneio.

"O estado do gramado é lamentável. Disse aos meus companheiros que tivessem cuidado para não se lesionarem e, no entanto, eu que fui a vítima", declarou o jogador ao jornal "As" após a derrota para o Egito na última quarta-feira (25), uma das duas últimas da fase de grupos.

Chamado de "vírus África" pela publicação espanhola, as lesões recorrentes no torneio sediado pelo Gabão têm testado a paciência de clubes, atletas e treinadores, principalmente porque as contusões têm ocorrido por conta do gramado.

"Os atores principais no futebol são os jogadores temos que dar a eles o cenário ideal para que funcionem bem. A maioria das lesões até o momento aconteceram por causa do terreno de jogo", reclamou Avram Grant, técnico de Gana que, além de Gyan, também perdeu o lateral Baba Rahman por lesão.

Grant disse que não é possível uma troca de gramado no momento, mas criticou o fato de não ser possível convocar substitutos aos jogadores lesionados uma vez que o torneio teve início.

A Copa Africana de Nações continua neste sábado (28), com as quartas de final entre Burkina Fasso x Tunísia e Senegal x Camarões. No domingo (29), a República Democrática do Congo encara Gana e o Egito enfrenta Marrocos.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos