Corinthians esclarece vazamento de camisa e nega acordo com patrocinador

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

    Corinthians explicou vazamento da camisa

    Corinthians explicou vazamento da camisa

Prática comum nos clubes de futebol, uma avaliação de mercado realizada pelo departamento de marketing do Corinthians gerou dúvidas na noite desta quinta-feira (26). O clube alvinegro, porém, explicou o vazamento de uma imagem do uniforme com um patrocinador nas mangas. Trata-se apenas de uma prospecção. 

Segundo o marketing corintiano, o ato faz parte do trabalho do departamento e é realizado com frequência, a fim de projetar como será a camisa do time. Dessa forma, um uniforme com layout é apresentado em prospecções.

A marca em questão é a Uber, multinacional norte-americana da área de transporte. A empresa já acertou com o Flamengo no fim de dezembro passado. O contrato com o clube rubro-negro vai durar 45 dias e inclui apenas os uniformes de treino.

Parceira do Corinthians desde 2012, a Caixa, que também aparece na camisa corintiana que vazou, tem acordo com o Corinthians até abril deste ano. A empresa estatal paga ao clube R$ 2,5 milhões mensais, em um contrato de R$ 30 milhões.

No começo deste ano, o Corinthians acertou com a rede de escolas de inglês Minds, cuja marca será estampada na barra das mangas por um período de 12 meses e valor de R$ 2 milhões nesse período.

No fim do ano passado, chegou ao fim o contrato com a Special Dog, que ocupava um espaço no calção. Antes, em agosto, o clube rompeu com a Winner Play. O vínculo, que compreendia o espaço das mangas, seria de três anos, mas só durou sete meses. O Corinthians, na ocasião, não explicou os motivos que culminaram no fato.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos