Odebrecht perde na Justiça e cuidará do Maracanã até troca de concessão

Rodrigo Mattos

Do UOL, no Rio de Janeiro

  • REUTERS/Nacho Doce

    Estádio passou meses abandonado e em degradação

    Estádio passou meses abandonado e em degradação

A Odebrecht perdeu nesta sexta-feira (27) um recurso na Justiça para derrubar a liminar que a obriga a reassumir o Maracanã. Desta forma, a empresa terá que gerir o Maracanã até a transferências definitiva da concessão para uma nova companhia. A construtora já está obrigada a cuidar do estádio desde uma decisão judicial determinada após a ação do Governo do Estado.

O imbróglio em relação ao Maracanã começou após a entrega da arena pelo Comitê Rio-2016 à Odebrecht. Houve a alegação de que o estádio estava danificado e por isso a construtora se recusava a assumir a gestão do mesmo de volta.

Em meio à disputa, o Maracanã ficou abandonado, sofreu com roubos e deterioração do gramado. Por falta de pagamento, até a luz do estádio chegou a ser cortada. Agora, em tese, a Odebrecht precisa resolver estes problemas.

A Odebrecht informa que o estádio não ficará parado, mas insistirá que o Comitê Rio-2016 faça sua parte.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos