Dirigente lucrou R$ 650 milhões com jogadores e foi enganado por Van Persie

Do UOL, em São Paulo

  • Aitor Alcalde/Getty Images

    'Monchi' é um dos responsáveis pela era vitoriosa do Sevilla

    'Monchi' é um dos responsáveis pela era vitoriosa do Sevilla

Se a torcida decidir pegar no seu pé, um argumento não poderá ser usado: o de que ele fez negócios ruins para o clube. Ramón "Monchi" Verdejo, vice-diretor geral do Sevilla, já ganhou 200 milhões de euros (cerca de R$ 650 milhões) em negociações de jogadores. Brasileiros como Daniel Alves e Júlio Baptista estão entre as transferências mais lucrativas de seu currículo.

Monchi chegou ao clube em 2002, num período em que o Sevilla estava saindo da segunda divisão e lidava com muitas dívidas. Desde então, liderou mais de 500 negociações de jogadores e treinadores. Foram mais de 100 atletas comprados. E desse número saíram transferências que recuperaram as finanças do clube.

Daniel Alves, por exemplo, custou 1 milhão e rendeu 42 milhões (sempre em euros). Júlio Baptista chegou por 3 milhões e saiu por 20 milhões. Rakitic foi outro que rendeu bastante (21 milhões), assim como Bacca (27 mi), Gameiro (24,5 mi), Krychowiak (21 mi), Aleix Vidal (14,7 mi) e Negredo (10 mi).

Formado em direito, Monchi atualmente conta com uma equipe de 15 pessoas. Eles analisam os incontáveis vídeos que chegam ao clube mostrando novos candidatos a craque. Também analisam condições de mercado e possíveis negócios lucrativos.

"Não sou infalível. Já cometi muitos erros", ameniza Monchi, que também já se iludiu com jogadores errados e tomou até "bolo" de uma estrela mundial. Em 2004, ele havia acertado todas as bases para levar Van Persie para o Sevilla. Tudo estava engatilhado, faltava só a assinatura.

O dirigente, então, embarcou para a Holanda. Foi ao hotel de Van Persie e ligou no quarto do atacante. Ninguém atendeu. Depois de inúmeras tentativas e nenhuma resposta, Monchi foi embora. Pouco depois, ficou sabendo: Van Persie havia recebido uma proposta melhor do Arsenal e estava assinando com o time inglês. Monchi nunca recebeu nenhum contato do jogador.

Esportivamente, o Sevilla também teve sucesso durante a gestão do dirigente e viveu seu período mais vitorioso. O clube ganhou 5 vezes a Liga Europa (um recorde do campeonato), uma Supercopa da Europa, uma Supercopa da Espanha e duas vezes a Copa do Rei. Ou seja, lucro dentro e fora de campo.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos