Santos adia versão mais cara da era Modesto e põe time repetido no Pacaembu

Samir Carvalho

Do UOL, em Santos (SP)

  • Divulgação/SantosFC

    Bruno Henrique assinou contrato nesta sexta-feira e não enfrenta o time marroquino

    Bruno Henrique assinou contrato nesta sexta-feira e não enfrenta o time marroquino

O Santos poderia apresentar a versão mais cara de seu time na era Modesto Roma, que assumiu a presidência do clube no início de 2015. No entanto, devido a problemas burocráticos e físicos, o torcedor verá o mesmo time que terminou a temporada 2016, no amistoso contra o Kénitra, de Marrocos, neste sábado, às 18h30 (de Brasília), no estádio do Pacaembu.

Isso porque o atacante Bruno Henrique, o reforço mais caro contratado este ano (custou R$ 15 milhões), está de fora do jogo contra os marroquinos. O mesmo ocorre com o zagueiro Cleber, o segundo investimento mais alto (custou R$ 7,3 milhões).

Bruno Henrique demorou a chegar ao Brasil, assinou contrato nesta sexta-feira e voltou para a Alemanha para acertar detalhes de sua mudança. O jogador será apresentado somente na próxima semana e, inclusive, deve ficar de fora da estreia do Santos no Campeonato Paulista, diante do Linense, no próximo dia 3, na Vila Belmiro.

Cleber, por sua vez, sofre com dores na panturrilha direita e fez o primeiro treino com bola neste ano na última sexta-feira. Por conta disso, o defensor está fora a partida. A zaga será formada por Lucas Veríssimo e Yuri, já que David Braz está lesionado – também com problema na panturrilha direita. O volante Leandro Donizete também não está relacionado.

Se não bastasse, os outros três reforços ficarão no banco de reservas – Kayke, Matheus Ribeiro e Vladimir Hernández.

Mesmo sem Ricardo Oliveira, que se recupera de caxumba, o técnico Dorival Júnior optou por Rodrigão para iniciar o jogo. O centroavante foi o principal destaque do jogo-treino contra o Nacional-SP na última terça-feira, no CT Rei Pelé, ao marcar um gol driblando o goleiro.

Matheus Ribeiro foi o reforço que mais se destacou no jogo-treino. Além de marcar um belo gol, o lateral ambidestro fez diversas jogadas pelo meio-campo.

Vladimir Hernández não participou do jogo-treino pois estava com a seleção colombiana no jogo da amizade no Rio de Janeiro. Já Leandro Donizete desfalcou o time por cauda de uma tendinite na perna esquerda.

O Santos deve entrar em campo com a seguinte formação: Vanderlei, Victor Ferraz, Lucas Veríssimo, Yuri, Zeca; Thiago Maia, Renato, Lucas Lima, Vitor Bueno, Copete; Rodrigão. 

O técnico Dorival Júnior alega que não está preocupado com o resultado e, por conta disso, deve testar os novos reforços no segundo tempo do amistoso. 

"Eu acho que é uma oportunidade para o torcedor santista poder estar ao lado de sua equipe. E naturalmente, sendo a primeira apresentação do ano, em São Paulo, no Pacaembu, acredito que teremos a presença de um grande público. Precisamos continuar com o apoio da torcida durante este ano, pois, teremos grandes desafios", avaliou Dorival Júnior. 

"O que vai nos trazer uma condição de análise será justamente a sequência do trabalho. Os jogadores estão procurando executar aquilo que foi trabalhado ao longo deste período. Uma compactação melhor, uma marcação intensa e saída de bola com qualidade. É isso que queremos ver. O que menos importa será o resultado do jogo. Quero muito mais ver a praticidade em campo, aquilo que os jogadores conseguem desenvolver", disse o comandante.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos