Balbuena líder e elenco completo. Como WhatsApp ajuda a unir o Corinthians

Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Marlone, Bruno Paulo, Luidy, Giovanni Augusto e Léo Príncipe posam para foto

    Marlone, Bruno Paulo, Luidy, Giovanni Augusto e Léo Príncipe posam para foto

"Até temos um grupo no WhatsApp que faz montagem um do outro. É coisa do Balbuena". Foi dessa forma que o meia Marlone explicou como o clima entre os atletas do Corinthians melhorou de 2016 para a atual temporada.

Assim como a liderança de Fábio Carille, considerada ideal pelo elenco, as conversas no bate-papo instantâneo via celular ajudaram, de fato, a estreitar as relações entre os atletas corintianos.

O grupo de WhatsApp do Corinthians foi criado este ano, depois da reapresentação do grupo, no último dia 11. O "administrador" Balbuena liderou o movimento e viu, em seguida, um mutirão dos primeiros adicionados para levantar o número de telefone de todos os atletas do jogador.

Hoje, os 40 jogadores do elenco estão juntos na tela do celular. Segundo um dos jogadores do Corinthians, há brincadeiras e muita tiração de sarro no grupo, mas também existe conversa séria sobre futebol e variedades. 

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Balbuena: chefe do grupo no WhatsApp

Além de Balbuena, outros jogadores têm "cargos". O meia Giovanni Augusto, por exemplo, é o fotógrafo corintiano. Mas há também as montagens criadas pelos companheiros.

Alguns pegam as próprias fotos oficiais do clube, de Daniel Augusto Júnior, para brincar com os amigos. As montagens trazem legendas usadas pela página "Corinthians Mil Grau".

Fator Carille

Na última sexta-feira, Marlone, que começou a temporada 201 como titular, ressaltou que a disputa por posição no Corinthians é sadia mesmo com 40 jogadores no elenco. 

"O grupo está muito mais leve que no ano passado. Em tudo, em termos de amizade, de respeito, de compreender o momento do outro. É uma disputa saudável, muito diferente do que acontecia o ano passado", explicou.
 
O meio-campista creditou o atual cenário a Fábio Carille, que, segundo ele, consegue manter a mesma linha de Tite também no tratamento com os jogadores. E isso é fundamental para a paz no elenco corintiano.
 
"Ele já conhecia todos atletas, já está bastante tempo no clube. Ele é parecido com o Tite também, conversa com os jogadores, sabe ganhar o jogador. Falou que vai ter coerência com todos. Isso colaborou", frisou Marlone.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos