Marlone diz que Corinthians terá grande temporada com "ambiente mais leve"

Do UOL, em São Paulo

  • Gregg Newton/AFP

    Marlone também exaltou Fábio Carille, a quem definiu como "muito parecido" com Tite

    Marlone também exaltou Fábio Carille, a quem definiu como "muito parecido" com Tite

O fim do ano passado foi de ebulição no Corinthians. Desde a saída de Tite para a seleção brasileira, o time não se acertou sob comando nem de Cristóvão Borges nem de Oswaldo de Oliveira, e o clube passou a ser mais notícia pelos bastidores na política do que pelo futebol. Sem contar os problemas envolvendo a Arena Corinthians.

Ano novo, porém, vida nova – é no que aposta Marlone. Segundo o camisa 8, com ambiente mais leve em 2017, o Corinthians tem tudo para fazer uma grande temporada

"Está sendo um ano bom, começou de forma muita positiva na Florida Cup, não só dentro de campo, mas fora também, a amizade, o respeito, estamos num clima mais leve, temos tudo pra fazer um grande ano, está um clima bem mais leve que no ano passado, sem dúvida", afirmou nesta segunda-feira (30), em entrevista ao programa Seleção SporTV.

Questionado sobre o que deixou o ambiente pesado no clube no ano passado, Marlone disse que o excesso de trocas no comando do time atrapalhou o desempenho dentro de campo. Ele também destacou a boa relação no elenco.

"A gente sabe que o Corinthians, em termos de cobrança de torcida, pela grandeza e história, sempre vai haver cobrança, mas esse mais leve é realmente de respeito entre jogadoras, quem começa jogando e quem está começando não como titular. A gente tem até um grupo de WhatsApp que ajuda também, um zoa o outro, a gente compartilha ali, as vezes alguém pergunta a hora do treino. Ano passado a gente teve muita mudança, não vou falar [de um clima] pesado, mas muitas coisas novas, treinadores que chegaram com visões diferente, e o Carille já conhece muito bem o clube", contou o camisa 8.

Em relação a Fábio Carille, inclusive, Marlone disse enxergar no trabalho do novo treinador semelhança com Tite. Ele disse que ambos são "muito parecidos" na forma de entender o jogo e trabalhar a equipe em campo

"Ele é muito parecido com o Tite, o Carille ficou mais oito ano aqui no clube, trabalhou muito tempo com o Tite, mesma visão de trabalho, de lidar com os jogadores, o Carille cobra muito isso da compactação, pressão alta, pressão baixa, que o Tite falava aqui, é um cara que tem tudo pra ganhar espaço e fazer um grande trabalho."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos