Irritar Neymar: a ordem de Simeone no jogo contra o Barcelona

João Henrique Marques

Do UOL Esporte, em Barcelona

Provocação ao pé do ouvido, contato sem a bola e entrada dura em duelo mano a mano. O treinador do Atlético de Madri, Diego Simeone, sabe que nesta quarta-feira vale de tudo para promover um jogo quente diante do Barcelona e, principalmente, irritar Neymar. O brasileiro está pendurado e corre risco de suspensão no duelo decisivo da semifinal da Copa do Rei na próxima semana no Camp Nou.

O jogo de ida no Vicente Calderón tem Neymar como um dos grandes atrativos. Por conta do histórico turbulento contra o Atlético de Madri e os cartões acumulados nos dois últimos jogos da Copa do Rei, diante da Real Sociedad - o Barça venceu por 6 a 2 no placar agregado das quartas de final.

"É um jogo de alto risco para um jogador que costuma se irritar com facilidade. O Barcelona precisa passar tranquilidade ao Neymar, pois o Simeone é um especialista na arte de irritar", comentou o jornalista catalão, Bruno Alemany, dá rádio de Barcelona, Cadena Ser.

A marcação sobre Neymar será dupla. O lateral direito croata Vrsaljko é o principal encarregado, mas o combate entre eles terá o auxílio do meio-campista Juanfran. É aí que está o problema para o brasileiro.

Juanfran é lateral direito de origem e está sendo deslocado para o meio-campo com prioridade em tarefas defensivas. O histórico de confusão com Neymar é grande.

Foi em duelo vencido pelo Barcelona por 3 a 2, em janeiro de 2015, pela Copa do Rei, que o espanhol fez o sinal de 7 com as mãos para irritar o brasileiro com a lembrança da Alemanha – possivelmente se esquecendo da ausência de Neymar na goleada.

EFE/Alberto Martín
Iniesta tenta proteger Neymar de briga contra o Atlético de Madrid em 2015.

Além dessa confusão, Neymar e Juanfran já trocaram outros diversos lances de agressão (vídeo acima).

Atlético, o rival mais frequente na Espanha

O Atlético de Madri é adversário comum de Neymar na Espanha. Já são 15 vezes em quatro temporadas que o brasileiro cruzou com a equipe de Diego Simeone. O retrospecto é altamente positivo, com 7 vitórias, 6 empates e duas derrotas.

O jogo físico do Atlético sempre deixou Neymar animado. Apesar das frustrantes eliminações em duas edições da Liga dos Campeões, o brasileiro tem boas recordações do rival, como o primeiro gol marcado no Barça sendo logo o do título na final da Supercopa da Espanha em 2013. No total, o atacante brasileiro tem seis gols marcados contra o Atlético de Madri.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos