Tabu para todos. Cruzeiro e Atlético vivem jejum de vitórias no clássico

Enrico Bruno

Do UOL, em Belo Horizonte

  • Bruno Cantini/Atlético-MG

    Cruzeiro levou a melhor nos últimos jogos, mas Atlético costuma se dar bem no Mineirão

    Cruzeiro levou a melhor nos últimos jogos, mas Atlético costuma se dar bem no Mineirão

Nesta quarta-feira (1), Cruzeiro e Atlético-MG se enfrentam pela primeira vez na temporada. Ainda sem poder contar com todos os jogadores e com alguns atletas fora de combate, os dois grandes de Minas estreiam na Primeira Liga. O jogo será realizado às 19h30 (de Brasília) no Mineirão e, além do peso natural de um clássico, o jogo carrega alguns componentes interessantes sobre o retrospecto recente. Cada um dos times entrará em campo buscando dar fim a um jejum de vitórias sobre o rival.

O Atlético foi quem comemorou um triunfo há mais tempo. O time alvinegro não vence o rival há quase dois anos. Em contrapartida, o Cruzeiro não tem sido tão feliz quando o clássico é realizado no Mineirão. No gigante da Pampulha, a equipe não sai vencedora há mais de três temporadas.

Nos últimos cinco jogos entre os clubes, a Raposa venceu três duelos e empatou os outros dois. A última lembrança ruim do clássico para o Cruzeiro vem de abril de 2015. Pela semifinal do Mineiro, o time então comandado por Marcelo Oliveira levou uma virada com direito a dois gols de Lucas Pratto e ficou de fora da decisão do estadual. Depois daquilo, o Atlético não venceu mais nenhum clássico e ainda viu sua invencibilidade de 11 partidas cair por terra em pleno Independência, naquele mesmo ano.

Se o Atlético está há mais tempo sem superar o rival no confronto direto, o mesmo não se pode dizer quando o jogo é dentro do Mineirão. Lá, o Cruzeiro amarga um tabu negativo e não vence desde 2013. Em julho daquele ano, a equipe aproveitou a "ressaca" alvinegra por causa da Libertadores, conquistada nos dias anteriores, e goleou por 4 a 1. Depois disso, por outras sete vezes os clubes se encontraram na Pampulha. O Galo levou a melhor em três ocasiões. Nas outras quatro vezes, o placar não saiu da igualdade.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos