CAS suspende destaque do Leverkusen até maio por quebra de contrato em 2011

Do UOL, em São Paulo

  • Xinhua

    Punição é referente a transferência "abortada" em 2011

    Punição é referente a transferência "abortada" em 2011

A Corte Arbitral do Esporte (CAS) comunicou que o turco Hakan Çalhanoglu, destaque do Bayer Leverkusen, teve a suspensão de quatro meses sem jogar imposta pela Fifa no passado reinstaurada nesta quinta-feira (2).

Envolvido em uma disputa com o Trabzonspor, que lhe pagou 100 mil euros em 2011, investimento para que ele deixasse o Karlsruher (seu clube de formação) e fosse para o futebol turco, o meia-atacante foi obrigado a devolver o dinheiro além de ficar afastado dos gramados até o término da atual temporada.

O Trabzonspor entrou com uma reclamação à Fifa em abril de 2013 argumentando que o jogador tinha quebrado termos do contrato entre as duas partes ao assinar outro vínculo com o Karlsruher. A federação arbitrou em favor do clube, alegando que o atleta terminou seu acordo sem justa causa e tornando-o inelegível por quatro meses.

Ambas as partes recorreram da decisão – jogador queria a anulação da pena, enquanto o clube queria reaver os 100 mil euros desembolsados em 2011, mais uma compensação de 1 milhão de euros.

A CAS definiu que Çalhanoglu desrespeitou as regulações de transferências da Fifa, descreditando o recurso do atleta. A Corte acatou parcialmente os pedidos do clube, mantendo a suspensão do jogador e requisitando a devolução ao Trabzonspor dos 100 mil euros recebidos pelo atleta.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos