Palmeirenses exaltam liberdade para atacar após troca de Cuca por Baptista

Danilo Lavieri

Do UOL, em São Paulo

  • Cesar Greco/Ag.Palmeiras/Divulgação

    Tchê Tchê espera comemorar mais gols nesta temporada

    Tchê Tchê espera comemorar mais gols nesta temporada

A mudança de Cuca para Eduardo Baptista tem seu primeiro efeito aparente entre os jogadores do Palmeiras. Nas entrevistas durante a semana, os jogadores deixaram claro que têm mais chance de atacar com o novo treinador.

Ele ordenou o time no 4-1-4-1, com os cinco atletas de frente pressionando o adversário desde a saída de bola. Nos treinos, o que mais gera preocupação do comandante é a aproximação das linhas em campo, dificultando a troca de bola do rival.

Cuca cobrava bastante que os seus pontas voltassem para marcar, reforçando o combate com seus laterais. A exigência, inclusive, chegou a ser alvo de discussão dele com Dudu em determinado treino. Roger Guedes, que também atua pela ponta, é outro que precisava voltar muito para marcar.

"Com o Eduardo, temos uma liberdade maior. Na formação anterior, eu precisava voltar para marcar o lateral. Com o Eduardo, eu fecho por dentro. Vou conseguir chegar mais ao ataque", explicou o atacante que teve aumento nesta semana.

Outro que consegue um posicionamento mais avançado é Tchê Tchê. Com Felipe Melo sendo o "Pitbull", protegendo a zaga, o meio-campista pode chegar mais na intermediária adversária e começou a arriscar mais para o gol.

O efeito foi sentido logo nos primeiros amistosos da equipe. "Eu estou procurando evoluir e agora tenho mais liberdade para ir à frente. É sempre bom fazer gol, porque é o melhor momento do futebol. É uma função nova, estou me adaptando, chegando mais ao gol e estou feliz por isso".

"Mas não é por isso que eu vou virar artilheiro. Daqui a pouco vão escrever que eu quero ser artilheiro, mas isso daí não é comigo", disse ele aos risos.

Outra característica marcante do time é herança de Cuca. Nos amistosos, o time mostrou força na bola aérea com as chegadas de Dracena, Vitor Hugo e Felipe Melo. Outra arma importante neste sentido será o retorno de Yerri Mina, que só tem chances de atuar na 2ª rodada.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos