Cássio volta ao peso de campeão mundial e faz a quina no gol do Corinthians

Dassler Marques e Diego Salgado

Do UOL, em São Paulo

  • Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians

    Cássio pula para defender a bola em treino de alta intensidade no Corinthians

    Cássio pula para defender a bola em treino de alta intensidade no Corinthians

Cássio salta, faz a defesa à queima-roupa e desaba no chão. Três segundos bastam para o goleiro do Corinthians voltar a espalmar a bola no alto, aos gritos quase ininterruptos do preparador Mauri. O arqueiro campeão mundial se mantém com olhos arregalados e faz, no total, seis defesas em menos de um minuto.

Ao fim da sequência colocada em prática em mais um treino do Corinthians da pré-temporada, Cássio descansa e observa os companheiros de meta repetirem a série, que consiste em chutes consecutivos de Mauri atrás de uma placa - dessa forma, os goleiros só conseguem enxergar a bola quando ela está a metros de distância.

Em um momento da pausa, Cássio dá dicas ao jovem Diego. "Você precisa manter os joelhos assim", disse o goleiro corintiano -  nesse momento, ele flexiona as pernas, colocando o tronco à frente, como se repetisse os movimentos das defesas milagrosas na Libertadores e no Mundial de 2012.

Esse é retrato da nova fase de Cássio, em sua sexta temporada no clube e na quinta consecutiva começando como titular. Além do reflexo apurado, o goleiro está claramente mais ágil. O fato está ligado à melhora na condição física.

Segundo dados da comissão técnica do clube, Cássio teve o seu melhor retorno após as férias desde que chegou ao Corinthians, no começo de 2012. Cássio apresentou números inferiores aos do ano passado em relação ao percentual de gordura e peso, assim como todos os goleiros do elenco corintiano.

Neste sábado, às 17h, contra o São Bento, em Sorocaba, na estreia do Campeonato Paulista, Cássio fará a quina como titular: começará a quinta temporada como o dono do gol do Corinthians. Ele chegou a tal posição depois de superar Júlio César nas oitavas de final da Libertadores 2012, diante do Emelec.

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Cássio soma 255 partidas pelo Corinthians

Quase cinco anos depois, Cássio é, ao lado de Danilo, o último remanescente dos títulos continental e mundial do Corinthians. O arqueiro soma 255 partidas com a camisa corintiana, contra 336 do meio-campista.

Fase difícil

Prestes a completar 30 anos, Cássio viveu a pior fase no Corinthians no ano passado. Em maio, ainda com Tite no comando, o goleiro perdeu a titularidade para Walter. À época, o atleta foi bastante cobrado por supostas falhas nas eliminações na Libertadores e Paulistão, contra Nacional e Audax, respectivamente.

Com isso, Cássio disputou apenas 44 partidas oficiais das 67 que o Corinthians fez em 2016 - no ano anterior, foram 60 aparições na equipe alvinegra  (em 2012, de maio a dezembro, foram 42 jogos).

Depois de ser colocado na reserva, Cássio voltou a titularidade em junho passado, após lesão muscular do titular Walter. Meses depois, com Oswaldo de Oliveira à frente do time, Cássio voltou a perder a vaga na reta final do Brasileirão. 

Na pré-temporada 2017, Walter, que terminou 2016 como o principal goleiro corintiano, sentiu um desconforto na região do tórax e nem viajou aos Estados Unidos para a disputa da Florida Cup.

Hoje, Caique França é o reserva imediato de Cássio. Matheus Vidotto e Diego completam o elenco corintiano para a posição. O Corinthians inscreveu Cássio e Caique para o Paulistão e aguardará a recuperação de Walter para inclui-lo na relação.

Daniel Augusto Jr. / Ag. Corinthians
Cássio e Fábio Carille conversam em treino: nova fase do goleiro campeão do mundo

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos