David Luiz surpreende ingleses e desponta como candidato a jogador do ano

Do UOL, em São Paulo

  • AP Photo/Dave Thompson

    Brasileiro tem se mostrado seguro na zaga e subido pouco ao ataque

    Brasileiro tem se mostrado seguro na zaga e subido pouco ao ataque

David Luiz é um dos destaques do Chelsea no Campeonato Inglês e calou os céticos ao retornar do Paris Saint-Germain uma contratação questionável do clube londrino. Peça central no 3-4-3 do técnico Antonio Conte na equipe que lidera com folgas a competição, o brasileiro "deveria estar na discussão do jogador do ano" na opinião do ex-zagueiro Jamie Carragher, autor de uma coluna no jornal "Daily Mail" neste sábado (4).

Desacreditado que o defensor brasileiro teria bom desempenho, Carragher relatou toda sua surpresa na compra do jogador, que não era a prioridade do Chelsea. Conte preferia seus antigos comandados Giorgio Chiellini ou Leonardo Bonucci e também foi atrás do sengalês Kalidou Koulibaly, do Napoli.

Nenhum dos negócios deu certo, então o time londrino se voltou a David Luiz, vendido pelo PSG em agosto por um "prejuízo" de 14,5 milhões de euros em relação ao valor pago pelos franceses ao Chelsea em julho de 2014.

Diante de desconfiança, o brasileiro surgiu como uma figura fundamental da equipe titular de Conte, se destacando como o zagueiro central do trio defensivo montado pelo treinador. "O 3-4-3 do Chelsea revitalizou Hazard e permitiu que Victor Moses finalmente se firmasse no time, mas, acima de tudo, deu uma reponsabilidade a David Luiz que trouxe maturidade na sua abordagem e estilo de jogo", analisou Carragher.

O ex-zagueiro analisou que, apesar de estar escalado no posicionamento tradicional de um líbero, David Luiz não tem jogado como tal, tocando menos na bola do que seus companheiros de defesa, César Azpilicueta e Gary Gahill, e reduzindo suas subidas impulsivas ao ataque – o que era uma marca do brasileiro no passado.

"Talvez seja uma das maiores conquistas do treinador (Conte) até agora, segurando a necessidade natural (de David Luiz) de subir para o ataque e aumentando sua concentração a um nível que essas ações instintivas que levavam a aberrações foram erradicadas", escreveu o ex-zagueiro.

Conte, curiosamente, tomou a decisão de mudar o sistema e colocar David Luiz no meio da defesa por necessidade e sem preparação prévia. O técnico contou na última sexta-feira (3) que a mudança para o 3-4-3 foi tomada durante a derrota por 3 a 0 para o Arsenal em setembro de 2016.

"A primeira vez foi contra o Arsenal. Nunca (com esses jogadores na pré-temporada). Para ser honesto, na minha cabeça sempre houve essa opção", afirmou o treinador em entrevista coletiva prévia ao clássico contra o Arsenal neste sábado.

"Eu sabia que tinha os jogadores para esse sistema, mas nunca testamos essa solução nos nossos treinos. Sempre joguei com quatro atrás, depois 4-2-4, 4-2-3-1, 4-3-3", completou Conte.

Desde a mudança, o Chelsea venceu 15 de 17 partidas no Campeonato Inglês, o qual ele lidera com nove pontos de folga em relação ao Tottenham e ao Arsenal, adversário deste sábado no Stamford Bridge, às 10h30 (de Brasília).

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos