Gabriel Jesus comemora ser decisivo com gols e diz: "não posso ser tímido"

Do UOL, em São Paulo

Gabriel Jesus falou depois de decidir a partida do City contra o Swansea e ser determinante para a vitória de 2 a 1 para o time de Guardiola. O brasileiro ressaltou que "não pode ser tímido e continuará trabalhando" após marcar duas vezes e garantir o resultado positivo para seu time.

"Tem que ser assim. Eu não posso ser tímido de jogar meu futebol, senão não vou conseguir jogar e fazer o que eu amo. A partir do momento que entro para treinar e jogar eu concentro e fico à vontade. Não vou negar que é difícil, mas os companheiros ajudam. Eu perco alguma jogada, lógico, mas dou a vida para recuperar se perder. São jogadores de qualidade que fica fácil de jogar também com eles", disse à ESPN Brasil.

O atacante ainda demonstrou humildade. "A gente nunca vai estar perfeito. Temos que buscar a perfeição. Temos que trabalhar todos os dias. Eu tenho muita coisa para melhorar. Eu gosto de trabalhar e ver o que me prejudica e isso me ajuda bastante. Fico contente em realizar meu sonho. Venho com pensamento de jogar bola e focar", comentou. 

O brasileiro também agradeceu a todos que o ajudam a se adaptar ao City e à nova cidade. "Eu estou crescendo muito, não só eu. Todos. Fico contente o que vem acontecendo em minha vida. É o trabalho de todos que fazem parte da minha vida, minha família, amigos, empresa, representante. Fico contente de ter pessoas do bem do meu lado e é parcela dos jogadores do City que fizeram uma bela recepção e a torcida também. Eu sei que seria muito mais difícil em questão de clima e país. Eu fico muito contente com esse começo meu. Na minha carreira e aprendizado como jogador e com pessoas do bem ao meu lado".

No final da entrevista, Gabriel Jesus ainda arriscou falar inglês. "Thank you", disse a repórter Natalie Gedra, da ESPN, então, Gabriel surpreendeu a todos com a resposta. "No problem", disse. 

Depois, em entrevista à BBC, o atacante reconheceu que não esperava ter um sucesso tão rápido com a camisa de seu novo clube.

"Esta é a minha primeira vez fora do Brasil. Eu pensava que seria mais difícil. Não só o futebol, mas a cultura, clima e a cidade", explicou. "Obrigado ao clube e meus colegas. Eles tornaram fácil e é por isso que me adaptei muito rápido."

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

Veja também

UOL Cursos Online

Todos os cursos