Amizade com Marquinhos anima Thiago Maia a jogar no PSG: "Eu iria na hora"

Do Uol, em São Paulo

  • Arquivo Pessoal

    Jogador do Santos também falou sobre desempenho de Gabriel Jesus no City

    Jogador do Santos também falou sobre desempenho de Gabriel Jesus no City

Nessa noite, o volante do Santos, Thiago Maia, foi um dos convidados do programa Mesa Redonda, da TV Gazeta. Durante o debate foi perguntado ao jogador se ele sonhava em jogar na Europa ou em qual time teria vontade atuar e o atleta respondeu:

"Eu sempre falo do PSG. Porque não Barcelona, ou outros, perguntam? O Marquinhos está lá, ele é meu amigo. Hoje, se me perguntassem se eu quero ir pro PSG? Eu iria na hora." Thiago Maia.

A discussão principal girava em torno dos amigos do jogador que atuam na Europa. Surgiu até a comparação entre Gabriel Jesus e Gabigol.

"A família é a base do jogador. Então, o Gabriel é totalmente diferente do Jesus. Acho que o Gabriel deixou um pouco se acomodar. O Jesus chegou por baixo. São duas personalidades diferentes. O Gabigol vai dar certo, começou a fazer gol agora. Precisa ter calma. O Jesus ninguém imaginava. Eu fico feliz que são dois garotos que eu joguei e fico feliz", afirmou o volante.

Sobre Gabriel Jesus, que está bem no Manchester City e marcou dois gols na vitória do time diante do Swansea, Thiago disse não se surpreender: "Surpresa não. Eu sabia que ele ia se adaptar muito rápido. Ainda mais com um dos melhores técnicos do mundo que é o Pep Guardiola, que tá trabalhando a cabeça dele," disse. "Pode chegar ao melhor do mundo?", questionaram. "Pode", falou o volante.

O outro convidado do programa, Pedro Henrique, zagueiro do Corinthians, também falou sobre o craque brasileiro: "Eu não conheço pessoalmente. Mas a humildade dele se transforma em gol e assistência. Uma estrutura familiar muito boa, pra mim não é novidade ele estar fazendo esse sucesso tão cedo", falou o corintiano.

Thiago Maia também falou sobre o treinador Dorival Júnior, que tratou como "Guardiola do Brasil". "Ele se espelha muito no Guardiola, mostra muitos treinos do City ou do Bayern. Não é a toa que está dando certo. No treino ele passa ronda - aquele bobinho. Ele colocou o Yuri mais para frente, o Renato mais pro meio. Mas não tem nada ganho, tem que ter humildade", fala o volante.

Para fechar, o santista foi questionado sobre quem seria sua inspiração e ele revelou: "Eu me inspiro no Mascherano. Um grande ídolo lá fora pra mim", concluiu.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos