Atlético Nacional abaixa pedida, e Palmeiras avança em negócio por Borja

Alexandre Praetzel, Dassler Marques e José Edgar de Matos

Do UOL, em São Paulo (SP)

  • RAUL ARBOLEDA/AP

    Nome de Miguel Borja volta a figurar no Palmeiras

    Nome de Miguel Borja volta a figurar no Palmeiras

O Palmeiras avançou na negociação para contar com Miguel Ángel Borja ainda nesta temporada. De acordo com apuração do UOL Esporte, o clube de Palestra Itália, por um intermediário na Colômbia, apresentou uma proposta de US$ 11 milhões (pouco mais de R$ 34 milhões) por 70% dos direitos econômicos do centroavante do Atlético Nacional-COL.

A proposta se adequa a uma nova realidade dentro do clube colombiano. Com a janela de transferências do futebol europeu fechada, o atual campeão da Libertadores aceita um valor reduzido para liberar o atacante.

A contraproposta Atlético Nacional exige US$ 11 milhões por 50% dos direitos econômicos. A barganha dos colombianos, entretanto, surge com menos força neste momento.

Miguel Borja rejeitou as investidas de equipes do futebol chinês, as quais pagariam um valor maior ao time colombiano. Anteriormente, o Nacional cobrava até US$ 20 milhões (pouco mais de R$ 62 milhões) pelo futebol do atacante de 23 anos.

Nesta segunda-feira, um representante da OTB se reuniu com diretores do Atlético Nacional para consultar os valores necessários para viabilizar a negociação.

A empresa de gerenciamento de atletas intermedeia o negócio com o Palmeiras e ainda não entrou em acordo com os colombianos. Borja possui uma proposta salarial dez vezes mais alta comparado aos atuais vencimentos.

O estafe de Miguel Borja enxerga com bons olhos a ida para o Brasil neste momento. Além da visibilidade maior, o tratamento da torcida palmeirense para com o jogador, por intermédio das redes sociais, impressionou.

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos