Promotoria pede sete meses de prisão para jogador do Atlético de Madri

Do UOL, em São Paulo

A Promotoria de Madri pediu sete meses de prisão para o jogador do Atlético de Madri Lucas Hernández por supostamente ter agredido sua namorada Amelia Lorente na madrugada da última sexta-feira. Também foi pedida a prisão de seis meses para Amelia. Os dois prestaram depoimento nesta segunda-feira na capital espanhola.

Os advogados de ambas as partes tentaram chegar a um acordo, mas a Promotoria negou por alegar se tratar de um caso grave de violência de gênero e por isso o promotor pediu a prisão de ambos. De qualquer maneira, nenhum dos dois deverá ser preso por não terem antecedentes criminais.

A nota oficial emitida pela Promotoria acusa Hernández de "um delito de maltrato no âmbito familiar" e o impede de comprar e ter posse de arma durante dois anos.

Já para Amelia, a promotoria pede quatro meses de prisão por maltrato em âmbito familiar e dois por um delito de danos. Além disso, foi pedido que seja dada uma multa de 10 euros diários (cerca de R$ 35) pelo período de dois meses com a responsabilidade pessoal de um dia de privação de liberdade por cada duas cotas não pagas.

Também foi mantida a ordem para que os dois não fiquem a uma distância inferior a 500 metros e a proibição de se comunicarem por qualquer meio pelo período de dois anos.

 

 

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos