Amigo marroquino de Cristiano Ronaldo é condenado a dois anos de prisão

Do UOL, em São Paulo

  • Reprodução

A Corte Suprema de Haia (HOL) condenou nesta terça-feira o lutador marroquino de kickboxing Badr Hari  por vários atos violentos e brigas noturnas em Amssterdam. Entretanto, só terá de ficar seis meses atrás das grades.

O tribunal o condenou por uma agressão ao empresário holandês Koen Everink durante uma festa na Amsterdam Arena em 2012 e também por outro incidente em uma boate na capital holandesa, quando quebrou um copo em frente a uma vítima e ameaçou atacá-la com os cacos.

os membros do tribunal consideram que o lutador abusou de sua superioridade física para cometer estes atos.

Hari é conhecido por sua amizade com diversos esportistas, entre eles Cristiano Ronaldo. Em uma foto em sua rede social, ele aparece segurando o português no colo.

O lutador de 32 anos não esteve em Haia e foi representado por seu advogado, que classificou a condenação como "inadequada" e "incompreensível". Ele informou que seu cliente está no Marrocos, mas cumprirá a pena na Holanda.

O esportista já havia sido condenado em outubro de 2015 pelos mesmos feitos a dois anos de prisão, sendo que ficou oito meses preso e o restante da pena cumpriu sob liberdade condicional ao pagar 45 mil euros de indenização por danos e prejuízos.

 

Receba notícias pelo Facebook Messenger

Quer receber notícias de esporte de graça pelo Facebook Messenger?
Clique aqui e siga as instruções.

UOL Cursos Online

Todos os cursos